Economia Porto

Cia Docas aumenta movimento e reduz custos com uso de rebocadores exclusivos

Usuários do porto de São Sebastião passam a contar com rebocadores exclusivos. Isso tem reduzido custos e aumentado a movimentação no porto

Por Graciana Feitosa

Desde o dia 19, usuários do porto de São Sebastião contam com uma nova empresa de reboque exclusiva para atracar e desatracar os navios comerciais, trazendo mais agilidade na movimentação de cargas. Antes disso, os operadores dependiam dos rebocadores do Terminal da Petrobras (Tebar) – que tinha prioridade nas manobras e acabava gerando uma espera de até 48 horas para os importadores e exportadores.

De acordo com o diretor-presidente da Companhia Docas de São Sebastião, Vitor João de Freitas Costa, a contratação se deu após o Tebar notificar a Docas que o serviço de reboque, até então disponibilizado, passaria a ser restrito À Petrobras a partir do dia 9 de setembro, por decisão contratual. A mudança, no entanto, trouxe mais agilidade no dia a dia e reduziu o tempo de espera dos operadores.

Diretor-presidente da Companhia Docas de São Sebastião, Vitor Costa

“Operávamos com seis navios, em média, por mês, e agora passamos a operar com dez, melhorando a dinâmica do porto. Para isso, a Companhia Docas procurou empresas especializadas que deixassem rebocadores à disposição do nosso porto e com custos favoráveis “, frisa Costa.

Segundo Maximiliano Souza, do Grupo Pronave – empresa de logística portuária que atua na cidade há 36 anos, a movimentação de cargas até o mês de agosto aumentou 29%, se comparado ao ano anterior. “Além disso, a tabela de armazenagem melhorou, abrindo a possibilidade de utilizarmos os armazéns lonados para estocagem de materiais. Ter uma redução no tempo de espera é muito significativo para nossas operações, tem facilitado bastante”, comenta.

Ele acrescenta que a nova dinâmica no porto já reflete, também, na redução dos custos ao armador (dono do navio ou responsável pelo frete), já que as embarcações passam a permanecer menos tempo no canal.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: