Geral Meio Ambiente

Pescadores que exibiram pesca de tubarão no Facebook são autuados em R$ 25 mil pela Ambiental

Três pescadores foram multados em R$ 25.200,00 por pescarem um tubarão-touro da espécie carcharias taurus, também conhecido como “tubarão cinza” e “cação-mangona”, peixe ameaçado de extinção.

Eles foram autuados e multados após exibirem o feito nas redes sociais. Através das fotos e vídeos exibidos no facebook, os policiais ambientais identificaram e autuaram os três pescadores, que não possuíam carteira de pesca profissional.

Os três pescadores postaram as fotos nas redes sociais no dia 20 de novembro, dia em que o tubarão foi capturado. Cinco dias depois, no dia 30, sábado passado, foram identificados e autuados pela polícia ambiental.

A policia ambiental obteve um laudo técnico expedido por especialista na área de pesquisa em elasmobrânquios do Instituto de Biociência da Universidade Estadual Paulista-UNESP, que concluiu tratar-se da espécie citada, a qual consta atualmente relacionado em lista nacional oficial (Portaria MMA nº445/2014), na condição de ameaçada de extinção.

O caso aconteceu em Ilha Comprida, litoral sul do estado de São Paulo. Ao pescadores infratores foram localizados no Balneário Mar e Sol, em Ilha Comprida.

Os infratores foram localizados no Balneário Mar e Sol, nas proximidades da entrada do bairro Juruvaúva, município de Ilha Comprida, litoral sul de SP. Além da pesca ilegal, foram autuados em R$ 8.400,00 cada, totalizando R$ 25.200,00 em multas pelo crime ambiental e responderão em liberdade.

As autuações foram feitas com base nos artigos 36, parágrafo 1º, inciso I e 38 da resolução SMA 048/14 “pescar espécie que deva ser preservada” e “exercer a pesca sem licença do órgão ambiental competente”, respectivamente

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: