Homenagem Legislativo

Em defesa da mulher, delegada é homenageada na Câmara

Delegada foi homenageada pela Câmara sebastianense

Delegada Júnia Cristina, da Delegacia de Defesa da Mulher de São Sebastião, recebe homenagem do legislativo

Por Graciana Feitosa

Desde que assumiu a Delegacia de Defesa da Mulher de São Sebastião, em maio de 2017, a delegada paulistana Júnia Cristina Macedo, 46, tem como objetivo fornecer um andamento rápido a cada ocorrência recebida e dar o acolhimento devido a cada mulher que chega à unidade para registrar um caso de violência.

A dedicação pelo trabalho, passado pouco mais de um ano, foi reconhecida ontem (28), na Câmara Municipal, numa cerimônia proposta pelo vereador Teimoso (PSB).

Prestigiaram a homenagem, o delegado seccional Múcio Alvarenga; o chefe da Perícia Criminal, Enos Ricardo Arneiro; Beth Chagas, da Associação de Amparo a Mulher Sebastianense; e, a sócia-proprietária do Portal Tamoios News, Traud Rennert.

Homenagem

“Acompanhamos a trajetória da delegada e resolvemos homenageá-la como forma de agradecimento pelas ações que tem desenvolvido com mulheres e adolescentes de São Sebastião”, afirmou Teimoso.

Manifestaram elogios a atuação da delegada Júnia Cristina, os vereadores Neto, Ernaninho e o presidente da casa, Reinaldinho Moreira.

Há 20 anos atuando na Polícia Civil, Júnia Cristina tem passagem por delegacias de diversos municípios paulistanos e participou da elaboração da Lei Maria da Penha, que é considerada pela Organização das Nações Unidas (ONU) umas das três melhores legislações do mundo no enfrentamento à violência contra a mulher.

Para o delegado Seccional, Múcio Alvarenga, que convidou a delegada para assumir o cargo, é importante dar o tratamento apropriado aos agressores e buscar diminuir os efeitos nocivos entre todos os membros da família.

“É um problema que vai além da agressão física”, comentou.

Ao agradecer a homenagem, Júnia Cristina falou sobre o trabalho que vem realizando em parceria com as Secretarias do Idoso e de Assistência Social e a Associação de Amparo à Mulher Sebastianense (AAMS).

“Cada caso é tratado com individualidade, fornecemos o encaminhamento mais adequado possível, com o intuito de contribuir para a redução do número violência contra a mulher”, frisou.

Segundo ela, os registros mais frequentes no município são de lesão corporal e de estupro com crianças e adolescentes.

Estatísticas da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo mostram que em todo o Estado lesão corporal dolosa (com intenção de matar) e ameaça figuram entre as ocorrências mais habituais.

Com relação ao feminicídio (crime contra a mulher por pertencer ao gênero feminino), estudo do Ministério Público de São Paulo aponta que 45% dos casos no Estado ocorrem por separação ou pedido de separação.

“ É quando a mulher decide romper com o ciclo da violência e o agressor chega às últimas consequências. Felizmente, aqui em São Sebastião, não temos nenhum mandato aberto de feminicídio”, frisou a delegada homenageada.

No último dia 15, em uma sessão solene em comemoração aos 40 anos da AAMS (Associação de Amparo à Mulher Sebastianense), na Câmara local, proposta pelo vereador Ernaninho, a delegada foi uma das homenageadas por sua atuação na defesa da mulher.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido!