Informe Publicitário

A influência do esporte na cultura pop

Esporte e cultura popular andam de mãos dadas desde os tempos mais primórdios. Para se ter uma ideia, o famoso Coliseu, inaugurado nos anos 80 d.C, possuía uma capacidade máxima de 50 mil pessoas. O espaço abrigava então uma multidão de torcedores romanos influenciados pelos aspectos culturais e sociais da época.

Os anos se passaram e muita coisa mudou. Mas o que continua igual, ou melhor, o que se desenvolveu e cresceu exponencialmente foi esse reflexo de uma cultura pop no âmbito esportivo.

Apostando nas oportunidades desse nicho em específico, diversas indústrias passaram a investir muito dinheiro em produções de filmes, músicas, séries, livros, quadros e peças publicitárias, fato que impulsionou ainda mais um mercado bilionário, com presença garantida desde as ondas alternativas do surf aos gramados do tão popular futebol.

Futebol

 O esporte mais popular do mundo é considerado como um dos pilares socioeconômicos de diversos países. No Brasil, por exemplo, correr atrás de uma bola significa muito mais do que apenas jogar futebol. Significa a possibilidade de uma chance, para muitos, de conquistar o seu espaço e sair de uma pobreza aparentemente irremediável.

Esse sonho move vidas e abre grandes portas para manifestações populares e investimentos de mercados de praticamente todos os setores. São incontáveis os exemplos de produções artísticas que envolvem o futebol como tema chave.

Pelé, que foi considerado como o maior atleta do século XX, é apenas um exemplo dentre os milhares de jogadores que têm presença garantida em diversos filmes, séries, livros, histórias em quadrinho e músicas.

E todo esse meio se torna ainda mais abrangente quando o assunto é Copa do Mundo. Realizada desde 1928, de quatro em quatro anos (exceto em 1942 e 1946, quando foi paralisada por conta da II Guerra Mundial), o evento mobiliza a economia global, movimentando valores bilionários, e é figurinha carimbada na cultura pop do esporte.

Futebol Americano

É impossível não citar o futebol americano quando o assunto é influência esportiva na cultura pop. O último jogo da NFL, principal liga do futebol americano dos Estados Unidos, por exemplo, deixou de ser apenas uma final esportiva e se tornou um evento gigantesco, que gera uma receita de bilhões de dólares em diversos cenários.

Conhecido mundialmente como Super Bowl, artistas renomados se preparam ao longo do ano para uma apresentação de aproximadamente 15 minutos, realizada durante o intervalo da partida.

Nomes como Madonna, Bruno Mars, Kiss, Prince, Rolling Stones, Paul McCartney, Lady Gaga e Michael Jackson já se apresentaram nesse famoso palco, ou melhor, gramado.

Além do mundo musical, o evento também cria um enorme alvoroço no mercado publicitário. Neste ano, por exemplo, diversas agências pautaram suas peças de comunicação para o Super Bowl com elementos pop, passando por personagens de séries, como Rick and Morty, chegando a grandes clássicos do cinema, como O Iluminado, Guardiões da Galáxia e Star Wars.

Todos esses fatores, com um toque especial do pop, fazem com o que o Super Bowl seja considerado como um dos maiores eventos esportivos do mundo

 Poker

O poker é outro esporte que exerce uma marcante influência na cultura pop. São diversas representações encontradas ao longo dos anos no cenário artístico e do entretenimento.

Como exemplo, podemos citar a produção hollywoodiana 007 – Casino Royole, onde Daniel Craig faz sua estreia como James Bond. Na ocasião, o agente especial tem uma missão mais do que complicada: vencer um banqueiro em um torneio de blackjack milionário em Montenegro, no Casino Royole.

Após escapar de explosões, tiroteios e diversas perseguições, o panorama de ganhar uma competição de poker até que poderia ser favorável, não fosse pelo “pequeno detalhe” de uma mão final que parecia praticamente impossível de ser vencida. Uma cena emocionante, digna de um desfecho de James Bond.

Mas o poker não fica apenas registrado nas telas do cinema. O esporte e seus jargões também são retratados em diversas canções de artistas famosos, como em Ace of Spades do Motorhead, Poker Face da Lady Gaga, Blackjack do Ray Charles, Lily, Rosemary and the Jack of Hearts do Bob Dylan, Junior’s Farm do Paul McCartney, dentre outros.

E se engana quem pensa que acabou por aí. Também existem dezenas de livros, séries e até quadros que abordam o tema. Em Dogs Playing Poker, por exemplo, o norte-americano Cassius Marcellus Coolidge pintou um retrato de sete cachorros jogando poker. Algo um pouco inusitado, mas que se tornou uma imagem extremamente famosa na cultura popular.

Surf

Para falar sobre o surf é necessário ir um pouco mais além da indústria musical e cinematográfica. São incontáveis os exemplos dentro deste cenário, mas um fator muito mais peculiar e marcante merece um grande destaque: surfar, para muitos, não é apenas um esporte, mas sim um estilo de vida.

Andando pelo litoral brasileiro, por exemplo, mesmo sem a prancha, não é difícil diferenciar quem é surfista de quem não é. A pele bronzeada, o corte de cabelo, alguns acessórios marcantes (como óculos de sol e pulseiras feitas à mão) e as trajes vibrantes e jogados entregam.

Seguindo esses passos e de olho em um potencial mercado, nasceram diversas marcas de roupas de sucesso inspiradas no esporte e muito influentes no Brasil, país que em 2019 entrou de vez na onda como uma das grandes potências do Surf.

Nomes como Gabriel Media e Filipe Toledo, que contam com grandes patrocinadores, espalham pelo país e pelo mundo a fora o estilo de vida marcante do surf, recheado de elementos de uma cultura popular.

Acesse: http://elsoldetijuana.com.mx