Informe Publicitário

Veículos elétricos ou a combustão: Fatores que levam os consumidores a optar pela compra deles

Fonte: Pixabay

O Brasil é um mercado em potencial para os veículos elétricos, no entanto, boa parte dos transportes ainda utilizam a gasolina. Por isso, confira neste artigo mais informações sobre fatores que levam os consumidores a optarem pela compra de um deles, além de informações sobre o posto de recarga ultrarrápida em Caraguatatuba.

Alguns fatores que levam a escolha de um veículo a combustão

O preço da gasolina no Brasil é determinado pela Petrobras, estatal brasileira que opera na exploração, refino e em outras fases da produção e comercialização de petróleo e derivados. Para que ela determine este preço, é feita uma análise de como andam as operações com petróleo a nível mundial, já que essa é uma matéria prima cujas cotações variam drasticamente nas bolsas de valores mundiais. Na de Nova Iorque, por exemplo, a maior parte das operações é realizada através do petróleo futuro, que são ferramentas muito buscadas pelos investidores que desejam operar a longo prazo, além de outras maneiras de investir em petróleo como CFDs e ETFs. Levando em conta a cotação internacional do petróleo, dentre outros fatores como o câmbio, a Petrobras recentemente reajustou o preço da gasolina e do diesel.

O valor que se paga por esse combustível é um fator muito importante para que as pessoas escolham um veículo, mas ele não deve ser analisado de maneira individual. Afinal, uma das questões que determinam a preferência do brasileiro pela gasolina é que a autonomia dela é maior com relação a outros combustíveis, assim demorará mais tempo até que o usuário tenha que abastecer o carro novamente. Por isso, financeiramente, a gasolina muitas vezes acaba compensando perante outros combustíveis, que podem até ser mais baratos, mas cuja autonomia é menor. A Petrobras, inclusive, lançou uma nova gasolina recentemente que embora mais cara, tem o potencial de tornar o veículo mais econômico, o que compensa o valor um pouco mais alto.

Além da autonomia que ela oferece, também existem outras vantagens que acabam atraindo os consumidores para os veículos a combustão, como a lubrificação do motor, já que por ser um material mais denso ele acaba auxiliando nesse sentido. O desempenho do motor de arranque dos veículos que funcionam a combustão acaba sendo melhor também.

Fonte: Pixabay

Os fatores que levam a compra de um veículo elétrico

Apesar de os carros a gasolina ainda serem muito populares, os veículos elétricos cada vez mais tem ganho mais destaque no mercado. Um dos fatores que levam a compra deles pelas pessoas é pela praticidade que eles oferecem, afinal, os motores a combustão nos carros a gasolina ocupam um enorme espaço, e assim os veículos elétricos ficam com mais espaço para passageiros e bagagens. Os proprietários de veículos elétricos também pagam menos IPVA, que é o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores. Enquanto os carros a gasolina recolhem 4% sobre o valor venal do veículo, os elétricos recolhem 3% de imposto em São Paulo.

Além disso, a manutenção fácil dos veículos elétricos é outro fator que acaba contando positivamente para eles, pois os carros a gasolina possuem motores com inúmeras peças móveis, troca de óleo e outras coisas que um carro elétrico não tem. Um veículo elétrico também acaba evitando problemas como greves que acabam causando escassez de combustível, como as que aconteceram em 2018 no Brasil, e que afetaram o abastecimento.

Os postos de recarga ultrarrápida de veículos elétricos têm a capacidade de carregar um carro de forma muito veloz. Através dele um veículo pode ser carregado em apenas 15 minutos e ganha uma autonomia de até 100 km. Caraguatatuba foi o local escolhido para receber o 1º posto de carregamento ultrarrápido do Brasil, no shopping Serramar. Isso foi fruto de uma parceria entre a empresa de energia EDP e as empresas de automóveis Audi, Porsche e Volkswagen. O local escolhido se deu principalmente por ser estratégico para quem está viajando. A previsão é de que 30 outras estações similares sejam instaladas no Brasil nos próximos anos, sendo que 10 delas estarão localizadas no estado de São Paulo.

Os carros elétricos são uma tendência mundial. O Brasil, no entanto, ainda tende a demorar para começar a ver um crescimento expressivo deste mercado entre as classes média e baixa, já que esses veículos tendem a ser mais caros. Portanto, os carros a gasolina devem continuar sendo os preferidos dos brasileiros por algum tempo ainda.