Caraguatatuba Legislativo

Vereadores oposicionistas querem “barrar” financiamento obtido pela Prefeitura

Os cinco vereadores de oposição, que são contrários ao financiamento de R$ 152 milhões junto a CEF, solicitado pela Prefeitura e que aprovado ontem pela Câmara, pretendem recorrer à justiça, mais uma vez, na tentativa de inviabilizar o empréstimo e cancelar a sessão na qual ele foi autorizado.

Os cinco vereadores: Celso Pereira, Ceará, Duda Silva, Dennis Guerra e Fernando Cuíu haviam conseguido um Agravo de Instrumento no TJ(Tribunal de Justiça), que impedia a votação do projeto até que os pareceres das comissões fossem apresentados.

O jurídico da Câmara atualizou os pareceres e decidiu colocar o projeto em votação na terça mesmo. O projeto foi aprovado por dez vereadores. Os vereadores de oposição deixaram o plenário, se abstendo de votar. E, foram até a delegacia registrar um Boletim de Ocorrência.

Boletim de Ocorrência registrado pelos vereadores de oposição

Para o vereador oposicionista Celso Pereira, o boletim de ocorrência foi elaborado porque os vereadores entenderam que a Câmara desrespeitou uma decisão judicial, no caso, o Agravo de Instrumento expedido pelo desembargador Paulo Barcellos Gatti, da 4ª Câmara de Direito Público do TJ.

O vereador Ceará disse que o grupo oposicionista irá informar o desembargador do descumprimento de determinação judicial e outras tentar outras medidas com a promotoria local. Pretendem agora, tentar “barrar” o financiamento. Trata-se de uma briga política. Os vereadores de oposição são ligados ao ex-prefeito Antonio Carlos.

O presidente da Câmara, Carlinhos da Farmácia, disse que a sessão e a votação foram realizadas dentro das normas legais e com respaldo do jurídico da casa. Segundo ele, o financiamento vai ser benéfico para o município, pois inúmeras obras, em vários bairros, serão promovidas.

Votaram a favor: Aguinaldo Pereira da Silva Santos (Aguinaldo Butiá), Aurimar Mansano, Evandro do Nascimento (Vandinho), Valmir Tavares (Valmir do Olaria), Francisco Carlos Marcelino (Carlinhos da Farmácia), João Silva de Paula Ferreira (De Paula), Oswaldo Pimenta de Mello Neto (China), Renato Leite Carrijo de Aguilar (Tato Aguilar), Salete Maria de Souza Paes e Vilma Teixeira de Oliveira Santos.