Caraguatatuba Cidades Notícias

Caraguatatuba tem mais de 700 pessoas com a segunda dose atrasada

Um levantamento feito pela Secretaria de Saúde no VaciVida (sistema do governo estadual onde estão armazenados os dados da vacinação) aponta que 775 pessoas estão com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 atrasada em Caraguatatuba.

Essas pessoas, que fazem parte dos grupos já liberados pelo Plano Estadual de Imunização (PEI), precisam procurar a unidade de saúde de referência o quanto antes para agendarem a aplicação da segunda dose, e assim completarem o seu esquema vacinal.

As vacinas contra a doença necessitam de duas doses para atingir a reação imunológica ideal, preconizada pelo laboratório do produtor.

Por isso, a pessoa que já recebeu a primeira dose da vacina, seja ela CoronaVac (Butantan) ou Astrazeneca (Fiocruz), deve ficar atenta para não perder a data da segunda dose.

O Ministério da Saúde padronizou o intervalo de 21 dias, entre a primeira e a segunda dose, para a vacina CoronaVac e 12 semanas para a Astrazeneca.

O que fazer para não perder a segunda dose?

A Secretaria de Saúde reforça que a pessoa pode conferir a data da segunda dose na carteirinha de vacinação Covid-19 que é entregue no dia da primeira aplicação.

O cartão é importante porque contém informações importantes como, por exemplo, o nome da pessoa, qual a vacina recebida e em que unidade ela foi aplicada.

Assim, o paciente deve procurar a unidade de referência com no mínimo três dias de antecedência da data marcada na carteirinha de vacinação para agendar o dia da aplicação da segunda dose do imunizante.

Cuidados com a Covid continuam

Os cuidados com a doença continuam sendo os mesmos, ainda que a pessoa tenha recebido as duas doses da vacina.

Segundo o médico responsável pela UPA Covid Caraguatatuba, Felipe Meira, os reflexos da vacinação podem ser vistos porque “a unidade vem notando a diminuição no número de óbitos entre os mais idosos”, mas disse que ainda não é momento de relaxar. “Ainda vamos necessitar de ter cuidados sanitários para a doença diminuir a velocidade de contágio”, completou.

*Fonte: Prefeitura de Caraguatatuba