Cidades Ilhabela

A Câmara de Ilhabela concedeu Moções de Louvor à classe dos Bombeiros Civis e ao servidor público municipal aposentado

O vereador Alessandro Vieira (Alessandro Abençoado) agraciou os bombeiros, representados por Rafael dos Santos Neves, Júlio César da Silva e Juliana Célia Silva de Souza, pelos relevantes serviços prestados ao município. O parlamentar ressaltou que os Bombeiros Civis têm feito um trabalho louvável, contribuindo de forma incansável para a segurança da população. São profissionais que atuam na prevenção, possuem treinamento em primeiros socorros, combate a incêndio, podendo agir anterior à chegada do bombeiro militar em primeiro combate. Tem importante papel na segurança das pessoas em ambientes de grande movimentação e acidentes. Alessandro ainda relatou que no período de pandemia, os profissionais atuaram de forma intensa na orientação, conscientização e prevenção do covid-19 com abordagens nas praias do Perequê, Curral e Castelhanos, colaborando para minimizar o contágio do vírus. Além disso, durante esse período, fizeram diversos atendimentos pré-hospitalar, com os primeiros socorros em pessoas envolvidas em acidentes, colisões com motos, atropelamentos e afogamentos, atendimentos esses que se fez necessário antes da chegada do SAMU e Bombeiro Militar, trazendo sua contribuição para prevenção de lesões mais graves e salvando vidas. “Temos visto em nossa cidade, um crescimento significativo dos Bombeiros Civis. Cursos têm sido ministrados e novos profissionais estão sendo formados, que dedicam suas vidas em prol a segurança e bem estar da população. E trabalham sempre em conjunto com outros profissionais principalmente o Bombeiro Militar e com o SAMU”, finalizou o vereador.

Já o senhor José Martinez, popularmente conhecido como Zezinho do Fandango, foi homenageado pelo vereador Edilson dos Santos (Edilson da Ilha). Fandango é uma daquelas pessoas raras de se encontrar, profissional dedicado, marido zeloso, pai presente e avô brincalhão, dedicou 24 anos à vida pública, período em que pôde participar ativamente do desenvolvimento da cidade. Hoje, com 66 anos, desfruta de uma carreira consistente e bem-sucedida, que o tornou um homem respeitado e estimado entre todos aqueles que o conhecem. Nascido na capital paulista, chegou em Ilhabela com apenas quatro anos, onde se criou e formou família. Deu início a sua vida profissional em 1972, na Marinha Mercante, atuando no rebocador pela empresa ETC. Depois foi bancário pelo Banco Novo Mundo, tendo trabalhado ainda como caminhoneiro autônomo, consertador no Porto de São Sebastião e comandado, ao lado de seu pai, o empreendimento familiar que lhe conferiu o nome pelo qual é conhecido hoje: Fandango – saudoso restaurante espanhol, cujas receitas eram assinadas por sua mãe. Foi neste período em que conheceu a mulher que seria mãe de suas filhas. Em 1994 ingressou na Prefeitura municipal após ser aprovado em concurso público. Foi uma fase de muitas realizações, apoiou fortemente o avanço da cidade, cuidou de sua casa, educou suas filhas, as viu se formarem e criarem suas famílias. Zezinho do Fandango se aposentou em 2018, muito merecidamente, para aproveitar mais da vida ao lado da esposa, e hoje recebe é agraciado por toda dedicação e serviço prestado ao município.

Fonte: Câmara Municipal  de Ilhabela