Cidades São Sebastião

Artistas do Festival Felino Preta concorrem ao prêmio do Júri Popular

Elisa de Sena
O Festival Felino Preta aprofunda a reflexão sobre a condição da negritude. Foram exibidos os 10 vídeos em transmissões ao vivo, seguidos de bate-papo com as criadoras e convidadas, e agora as pessoas interessadas podem votar no Júri Popular para escolher a obra que mais gostaram. O vídeo mais votado receberá um prêmio em dinheiro. Acesse a playlist completa em encurtador.com.br/dlK01
O festival ainda terá três atividades que reunirão 23 artistas de variadas linguagens para debates sobre os desafios da luta antirracista na atualidade.
Na sexta-feira, dia 27 às 20 horas, os artistas da 1a. edição, se reencontrarão para falar sobre ferramentas digitais e visibilidade da negritude.
No sábado, dia 28 às 20 horas, o encontro será com os artistas da 2a. edição que farão a reflexão sobre a importância de ações como esse festival para as conquistas do povo preto.
E para fechar com chave de ouro, na segunda-feira, dia 30 às 20 horas, será a festa de encerramento, com a revelação do vídeo mais votado e entrega do prêmio do Júri Popular.
Toda a programação será transmitida ao vivo pela página da Associação Felino no Facebook e pelo canal www.YouTube.com/CircoNavegador.
O evento é uma iniciativa da Associação Felino – Frente de Educação e Cultura do Litoral Norte que foi contemplada pelo PRÊMIO FUNARTE DESCENTRARTE – 2019 da FUNARTE, Ministério do Turismo e Governo Federal.
Conheça as obras e os artistas que participaram dessa edição:
● “Deus” de Vinicius Silva,
● “Templo – Poesia Armada” de “Elisa de Sena”,
● “Poeta Preto” de “Rosberg Adonay”,
● “Urtiga” do “Coletivo Encruzilhada”,
● “Emergência” de “Preta Ary”,
● “Preta Galáctica” de “Midria”,
● “Aglomerado de Amor de Gente” de “Ayana Amorim”,
● “Peço Licença” de “Aryani Marciano”.
Os vídeos que compõem a programação do festival expressam as questões impostas à negritude na atualidade e ao longo da história de África e Brasil. Olhares ancestrais, despertos e livres, buscando esse lugar de comunidade e sentimento de pertencimento no exercício da escuta, capaz de reafirmar quem somos nós, e incentivar a expressão de nossos corpos e mentes, fortalecendo os dons e sensibilidades que possam desaguar e encontrar o público que está à espera de arte e cultura capaz de traduzir e dialogar com as suas narrativas.
SERVIÇO
Bate-Papo com os artistas da 1a. edição do festival: 27/11 às 20 horas
Bate-Papo com os artistas da 2a. edição do festival: 28/11 às 20 horas
Escolha dos vídeos pelo Júri Popular: 26 a 29/11
O festival será transmitido pelo canal Circo Navegador no YouTube
www.YouTube.com/CircoNavegador e pelo Facebook @AssociacaoFelino