Caraguatatuba Cidades

Atividade Delegada aumenta em 30% atendimentos referentes à Lei Maria da Penha em Caraguatatuba

A Atividade Delegada de Caraguatatuba vem trabalhando veementemente nos acionamentos referentes à Lei Maria da Penha no município. De 2019 para 2020, a Polícia Militar, que conta com o apoio da Prefeitura de Caraguatatuba, registrou um aumento de 30% nos atendimentos.

Dados atualizados na terça-feira apontam que, em 2019, a Atividade Delegada do município atendeu 617 acionamentos focados na Lei Maria da Penha. Já em 2020, os atendimentos pularam para 801.

Entre as ocorrências, a maioria entra via o telefone 190 da Polícia Militar e neste ano foram 418 registros. Por solicitação do Judiciário foram 89 casos. Também tiveram 96 boletins lavrados e 23 pessoas presas em flagrante.

Nos últimos quatro anos, a Atividade Delegada de Caraguatatuba tem recebido cada vez mais investimentos. De 2017 até 2020, o efetivo que era de apenas 16 policiais, aumentou para 26 vagas. A Prefeitura auxilia, ainda, no pagamento de metade dos salários dos policiais que optam por trabalhar na Atividade Delegada em seus dias de folga.

Além de investir no aumento de vagas, a Prefeitura Municipal contribuiu na capacitação dos policiais para atender vítimas de violência doméstica. O objetivo foi preparar o efetivo para identificar e acolher corretamente a vítima que aciona a Polícia, sem julgamento precipitado. As palestras e rodas de conversas foram lideradas por psicólogas e assistentes sociais do Centro Integrado de Atendimento à Mulher (CIAM).

*Informações da Prefeitura de Caraguatatuba