Cidades Ubatuba

Covid-19: Centro e Itaguá registram o maior número de casos em Ubatuba

Dois meses após a confirmação do primeiro caso de Covid-19, o município de Ubatuba chega a um total de 42 casos confirmados da doença, dos quais um foi a óbito em 10 de maio.

Segundo o boletim mais recente, divulgado nesta terça-feira, 19 de maio, há ainda outros dois óbitos suspeitos, aguardando resultado de exame, e uma pessoa se encontra internada na Santa Casa. O primeiro caso da doença em Ubatuba foi notificado ao Ministério da Saúde em 18 de março.

Até o momento, um total de 08 pessoas confirmadas para Covid-19 passou por internação hospitalar, sendo que o número de dias hospitalizado variou de dois até 33 dias. Alguns ficaram internados na Santa Casa de Ubatuba e outros no Hospital Vivalle, em São José dos Campos, na Casa de Saúde Stella Maris e no Hospital Regional de Caraguatatuba. No caso do paciente que foi a óbito, a internação foi de algumas horas.

Do total de casos confirmados, 18 são de profissionais da saúde, entre médicos, auxiliares de enfermagem, enfermeiros e equipe de atendimento de urgência e emergência. Um dos profissionais precisou ficar internado por cinco dias, os demais mantiveram isolamento domiciliar conforme a recomendação.

A Vigilância em Saúde explica que os boletins epidemiológicos registram todos os casos de Ubatuba, inclusive aquele de pessoas que buscaram o serviço de saúde em outro município. Isso porque faz parte do protocolo do Ministério da Saúde que um serviço de saúde informe ao município de origem do paciente quando há caso suspeito de doença de notificação compulsória, como é a Covid-19.

A Covid-19 já está presente de norte a sul de Ubatuba e também na região oeste. Os bairros com maior número de casos confirmados são o Centro, seguidos de Itaguá, Jardim Carolina, Taquaral e Ressaca.

Dos 254 casos suspeitos notificados junto ao Ministério da Saúde desde o início da pandemia, 207 deram resultado negativo para a Covid-19 e outros 05 aguardavam resultado de exame.

“Avaliamos que as ações de distanciamento social adotadas até o momento surtiram o efeito desejado e resultaram na diminuição da curva de contágio. Nosso único hospital, a Santa Casa de Ubatuba, tem conseguido atender a demanda até o momento, porém é preciso manter o isolamento e as demais medidas preventivas como a higiene frequente das mãos e o uso de máscaras”, explica o prefeito de Ubatuba, Délcio Sato.

Todas as notícias relativas ao enfrentamento da Covid-19 em Ubatuba bem como os boletins epidemiológicos completos podem ser lidos na página https://www.ubatuba.sp.gov.br/covid-19/

Mega feriado

Ubatuba terá barreira sanitária nas divisas territoriais do município durante feriado prolongado na capital e cidades da Região Metropolitana de São Paulo, previsto para o período de 20 a 25 de maio. A ação conjunta entre órgãos municipais, com o apoio da Polícia Rodoviária Estadual, visa o monitoramento, orientação, conscientização e higienização das pessoas presentes nos veículos em trânsito, com recomendação de retorno a seus municípios de origem.

O acesso será permitido apenas para veículos de emergência e de locomoção para atendimento médico, de transporte de abastecimento de suprimentos e de prestação de serviços essenciais que comprovem atividade comercial na cidade.

A iniciativa recebeu o aval do Governo do Estado para restringir o acesso às cidades litorâneas a fim de frear a disseminação do novo coronavírus, visto que nos últimos feriados e finais de semana, a maioria dos moradores respeitou a recomendação de isolamento social, porém, as praias e a cidade têm recebido grande fluxo de turistas, que não permanecem em suas cidades de origem.

Preocupado com a sobrecarga do sistema de Saúde da cidade e com a preservação da vida dos moradores de Ubatuba, o prefeito Délcio Sato (PSD), juntamente com os demais prefeitos do Litoral Norte, esteve na capital paulista na tarde desta terça-feira, 19, para protocolar um documento solicitando o apoio para conter a chegada de turistas e veranistas durante o feriado prolongado.

O anúncio foi feito pelo secretário Estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholli, que ressaltou que decisão foi tomada em conjunto com os prefeitos do litoral e interior, e garantiu que vão apoiar as restrições promovidas pelas prefeituras.

Praias

O bloqueio de acesso às praias continua,  visando conter a aglomeração das pessoas. Além disso, a fiscalização será intensificada.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: