Cidades Ilhabela

Covid-19: Comunidade do Bonete aguarda contraprova para confirmar seu primeiro caso

Bonete, uma das comunidades mais tradicionais de Ilhabela

Por Salim Burihan

A comunidade do Bonete, em Ilhabela, aguarda com muita preocupação o resultado do exame de um de seus moradores para confirmar ou não seu primeiro caso coronavírus.

Segundo consta, a comunidade tradicional de caiçaras teria sido a primeira no estado a  se “auto-isolar“ para impedir a chegada do vírus por lá.

Os moradores em reunião ocorrida no dia 17 de março decidiram “fechar suas portas” para os turistas, a partir daquele dia, devido a pandemia de coronavírus. No estado de São Paulo, a quarentena foi iniciada no dia 23 de março, ou seja, os boneteiros começaram o isolamento social antes.

A comunidade tradicional,  onde vivem 300 pessoas, a maioria, caiçaras natos, decidiu “barrar” a entrada de visitantes por trilha e pelo mar. Decidiram ainda, que os próprios moradores, só deixariam o lugar em situações especiais. O objetivo era impedir a chegada do vírus no local.

O Bonete só pode ser acessado por uma trilha em meio ao parque estadual da serra do mar que exige cerca de 5 horas de caminhada ou através do mar, por barcos que saem de São Sebastião ou da própria ilha. A viagem de barco dura cerca de uma hora.

Bonete é um dos lugares mais lindos do litoral paulista. É famosa internacionalmente, após o jornal britânico The Guardian, classificar a praia como uma das dez mais bonitas do Brasil.

A presença de turistas, principalmente de estrangeiros, foi interrompida na segunda quinzena de março, devido a pandemia do coronavírus. Desde então, apenas moradores podem entrar ou sair de lá.

Caso

Boneteiros em frente ao postinho de saúde, na sexta(1º). Foto: Divulgação

Esta semana, surgiu o primeiro caso suspeito de coronavírus no Bonete, causando surpresa na comunidade. Na sexta-feira(1º) a chegada de agentes de saúde da prefeitura ao local, chamou a atenção dos boneteiros. Muitos deles, foram até o postinho de saúde para saber o que estaria ocorrendo.

Os agentes teriam ido até a comunidade para fazer testes rápidos de Covid-19 na família de um dos moradores do local. Um boneteiro teria feito teste na semana passada e o resultado teria dado positivo.

Os familiares dele não foram infectados, conforme comprovaram os testes rápidos feitos pela equipe de saúde da prefeitura. Em todos, o resultado deu negativo.

Ontem, a equipe retornou para coletar sangue do boneteiro suspostamente infectado pelo vírus para encaminhar ao Instituto Adolfo Lutz. Trata-se da contraprova. O resultado deve sair nos próximos dias.

Boneteiro

O Tamoios News conversou na sexta-feira com o boneteiro que testou positivo para coronavírus no exame feito na santa casa.

“A”, de 39 anos, disse que sentiu mal na segunda quinzena de março. Como é esportista, percebeu que estaria ocorrendo algo de anormal com sua saúde.

“Senti dores no fundo dos olhos e um cansaço, principalmente, quando praticava atividades esportivas. Achei estranho e fiquei com uma pulga atrás da orelha”, disse.

Ele aproveitou uma viagem até o centro da vila para fazer compras e decidiu fazer o teste na santa casa para tirar a dúvida se estava ou não com coronavírus.

O resultado saiu na quinta-feira(30), mas ele só ficou sabendo que testou positivo para o Covid-19 na sexta-feira(1º).

“Deu positivo. Fiquei surpreso, pois em nenhum momento, tive os sintomas da doença. Tive algum mal estar, mas nada grave”, contou ele.

“A” lembrou que desde o dia 18 de março tinha permanecido “isolado” no Bonete, juntamente com seus familiares.

Como poderia ter contraído o vírus? “Convivi com muitos turistas antes do fechamento da praia pela comunidade.  Pode ser que tenha me contaminado por um deles”, suspeita.

Ele desconfia ainda que pode ter contraído o vírus de um dos barqueiros ou marinheiros que levam e trazem os moradores que vão até a Vila fazer suas compras ou ir ao banco e prefeitura.

“Pode ser que que o resultado esteja errado, um falso positivo, acredito que com a contraprova feita no sábado(ontem) pela equipe de saúde da prefeitura, cujo exame será encaminhado ao Instituto Adolfo Lutz, teremos a informação precisa”, comentou.

“A” confirma que está bem de saúde e muito feliz pelo fato da mulher e filhos não testarem positivo para o coronavírus. Enquanto não chegar o resultado do novo exame ele permanece em isolamento.

Covid-19

Ilhabela registra seis casos confirmados de coronavírus e outros quatro, ainda em investigação. O arquipélago registra ainda 321 notificações de síndromes gripais e 185 casos confirmados de dengue.

Uma pessoa morreu por dengue na cidade. Outros 46 casos seguem em investigação, segundo informa o boletim médico divulgado ontem pela prefeitura local.

error: Alerta: Conteúdo protegido!