Caraguatatuba Cidades

Covid-19: Hospital Regional de Caraguatatuba já tem 50% dos leitos UTI ocupados

Hospital Regional de Caraguatatuba tem 50% dos leitos UTI ocupados. Foto: PMC

O Hospital Regional de Caraguatatuba está com 50% de seus leitos UTI ocupados por pacientes com suspeita de coronavírus.

 

O diretor executivo do Hospital Regional de Caraguatatuba, Gustavo Cursino, informou que o hospital  está com cinco pessoas internadas, todas elas com suspeita de coronavírus.

 

Segundo Cursino, dez pessoas já passaram pelo hospital, desde a sua abertura no dia 30 de março, cinco delas permanecem, atualmente, internadas.

 

São quatro pessoas de Caraguatatuba e uma de Taubaté. São quatro mulheres e um homem, com idades entre 58 e 65 anos, todas aguardando o resultado dos exames pelo Instituto Adolfo Lutz.

 

O HR tem 10 leitos de UTI e outros 10, de observação. Segundo Cursino, quando o paciente deixa a UTI ele é encaminhado para o leito de observação, onde permanece até receber alta.

 

“Estamos notando que a demanda cresce a cada dia que passa. É importante destacar que neste momento só estamos atendendo casos de covid-129, encaminhados pelo CROS, conforme determinação do governo do estado”, explicou Cursino.

 

Suspeita

 

Uma enfermeira do Hospital Regional de Caraguatatuba foi afastada de suas funções por suspeita de coronavírus. A enfermeira está em isolamento domiciliar e monitorada pelos médicos do hospital.

 

Os exames foram coletados e encaminhados ao Instituto Adolfo Lutz. Como a enfermeira trabalha também na rede municipal de saúde de Caraguatatuba fica difícil apurar onde ela pode ter contraído os sintomas.

 

Trabalham no HR 360 pessoas, sendo 60 delas médicos. Cursino, disse que existe um plano de contingência que envolve do porteiro até os médicos para evitar que eles sejam infectados.

 

O Hospital Regional de Caraguatatuba foi inaugurado emergencialmente no dia 30 de março pelo estado atendendo pedidos feitos pelos prefeitos da região devido a pandemia do coronavírus.

 

O estabelecimento conta com nove salas de cirurgia e 220 leitos – 186 leitos operacionais distribuídos em 48 de clínica médica, 48 de clínica cirúrgica, 25 de ortopedia e traumatologia, 25 de neurocirurgia e 40 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), além de 16 leitos de Day Clinic e 20 leitos de Pronto-Socorro. O investimento foi de R$ 188 milhões.