Caraguatatuba Cidades

Covid: música clássica estimula tratamento de pacientes na UTI do Hospital Regional

As iniciativas buscam de maneira inovadora e humanizada trabalhar os sentidos do paciente sedado na UTI do Hospital, gerenciado pelo Instituto Sócrates Guanaes em Caraguatatuba

O Hospital Regional do Litoral Norte (HRLN) está desenvolvendo ações de conforto emocional para ajudar no tratamento de pacientes com Covid-19 internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), entre elas destacam-se o projeto de musicalização nos leitos de UTI e o recebimento de áudios de familiares.

“Existem estudos que dizem que a música auxilia na evolução do quadro de pacientes sedados, ajudando na retomada de consciência. Para oferecer isso no HRLN, conversei com a equipe clínica e iniciamos esse projeto com alguns pacientes sedados e entubados (escolhidos de acordo com critérios clínicos e psicológicos). Coloco música clássica para eles escutarem por cinco minutos diariamente para trazer acolhimento, reduzir ruídos e relembrar dos seus sentidos. Essa é uma prática que pode trazer serenidade para eles”, explicou a psicóloga Eduarda Mariano, responsável pelo projeto.

Além do trabalho de musicalização, a equipe do Serviço Psicossocial do HRLN também está levando áudios de familiares aos pacientes para manter os importantes laços de relacionamentos ativos e oferecer acolhimento neste momento de isolamento social.

“Desde o início das atividades do Hospital Regional do Litoral Norte, quando alguns pacientes já tinham condições, começamos a oferecer chamadas de vídeo com a família. Entretanto, alguns familiares não se sentem à vontade para ver o paciente entubado, em situação de UTI. Então, quando oferto a chamada de vídeo, normalmente, eu converso com a família, explico como o paciente está e avalio se o familiar tem condições psíquicas de suportar ver o seu ente querido no leito. Alguns familiares compreendem que não terão condições de conversar via vídeo. Nesses casos, eu oferto o envio de áudios. Existe uma questão da culpabilização, a pessoa se sente culpada por não ter condições de ver, quando isso acontece acolho os familiares e dou a opção de deixá-los presentes de outra forma”, comentou a psicóloga.

Por meio dos áudios, seja dos familiares ou das músicas, a equipe do HRLN consegue proporcionar um despertar da sedação de uma maneira mais tranquila e calma para os pacientes internados. As iniciativas, realizadas através de um tablet, fazem parte de uma preocupação do Hospital Regional do Litoral Norte de buscar ações inovadoras e humanizadas para ajudar no tratamento dos pacientes isolados com Covid-19, doença ainda em estudo por vários setores da saúde pelo mundo.

Hospital Regional teve abertura antecipada pelo Estado para ajudar no tratamento da Covid no Litoral Norte

 

Atualmente, o HRLN é referência no tratamento do novo coronavírus no Litoral Norte, tendo sido inaugurado antecipadamente em março deste ano exclusivamente para dar retaguarda para a região durante a pandemia. Por Thais Almeida/ISG