Cidades São Sebastião

Covid: Usuários reclamam da superlotação nos coletivos da Ecobus

Os usuários do transporte coletivo em São Sebastião reclamam do excesso de passageiros nos coletivos da Ecobus. Em plena pandemia de coronavírus essa situação deveria ser evitada.

São Sebastião é a cidade com maior número de casos na região, são 518 pessoas contaminadas e nove mortes pela doença.

Um vídeo postado por uma internauta nesta sexta-feira(26), mostra o ônibus lotados, com passageiros em pé, na linha entre Boiçucanga e centro. Confira as imagens no vídeo postado pela internauta/passageira;

 

A internauta/passageira disse que é um absurdo a situação do ônibus que seguia de Boiçucanga até Maresias.  “Gente é um absurdo isso. Lotado. Prefeito cadê os ônibus”, comentou ela. Outro passageiro, que seguia em pé no coletivo, defendeu o motorista pela situação. “A culpa não é do motorista, é da empresa” !

A maioria dos passageiros usava máscara, mas a aglomeração era impressionante, colocando em risco a propagação do coronavírus entre os usuários.

A empresa passa por dificuldades financeiras e reduziu o número da frota na cidade. Com a flexibilização das atividades econômicas pela prefeitura, aumentou o número de usuários nos coletivos.

Em algumas cidades do país, durante a pandemia, o transporte de passageiros em pé está proibido. Em São Sebastião, não se tem informações se esta medida estaria sendo exigida pela prefeitura.

O presidente do sindicato da categoria, Francisco Israel, disse que a culpa da superlotação não é dos motoristas, mas da empresa. Segundo ele, com a flexibilização teria aumentado o número de passageiros, mas não ocorreu aumento da frota. Segundo ele, a prefeitura teria exigido que a Ecobus colocasse 75% da frota nas ruas.

A Ecobus não se pronunciou a respeito da reclamação dos usuários.

O contrato entre a Ecobus e a prefeitura foi considerado irregular pela justiça. A prefeitura pretende fazer uma licitação para contratar uma nova empresa. Segundo a prefeitura, o processo deve levar alguns meses.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: