Cidades Ubatuba

Fiscalização suspende atividades do Aquário de Ubatuba que mantinha rigoroso protocolo de saúde

A fiscalização de Ubatuba suspendeu neste sábado(1º), as atividades do Aquário de Ubatuba sob alegação de acúmulo de público na rua aguardando o acesso ao local. A direção do aquário vai recorrer administrativa e judicialmente da decisão, por considerar a medida injusta.

O aquário de Ubatuba reabriu recentemente e adotando um dos protocolos mais rigorosos para trabalhar e receber seus visitantes com segurança neste período de pandemia. O local é um dos mais visitados por turistas e veranistas que frequentam Ubatuba.

Desinfecção por ozônio

Segundo o diretor do aquário, o oceanógrafo Hugo Gallo informou que para garantir uma visitação segura, além de operar com 40% da capacidade, foi instalado um túnel de desinfecção de ozônio na entrada, medição de temperatura, distanciamento de 2 metros, uso obrigatório de máscaras, 18  esterilizadores de ar com raios UV e 12 dispensers com álcool gel, além de várias outras medidas.

 

 

 

Confira os protocolos implantados pelo Aquário para segurança de visitantes e funcionários:

 

Aglomeração

“Isso só se deu em único dia, num período menor do que 1 hora, quando se formou uma fila na porta do aquário, no momento em que executávamos a higienização interna, e tivemos que interromper nossa visitação. As fotos, que foram amplamente divulgadas na internet, foram tiradas no último dia 26, as 13 horas, 3 horas depois que o Aquário abriu, as 10h da manhã, justamente horário da desinfecção. Quem tiver um olhar atento vai poder ver que nas fotos todas as pessoas usavam máscaras na fila, e o acumulo que havia era de grupos familiares ou de amigos”, informou em nota o Aquário de Ubatuba.

Controle de acesso automatizado

Visando não repetir essa situação, o Aquário notificou as autoridades municipais e do ministério público sobre o ocorrido, e tomou providências para que não se repetisse nova fila, como venda de ingressos para horário posterior a pulverização e colocação de pessoas, além do staff já utilizado, para orientação e garantia do distanciamento na fila. Nunca mais esse tipo de acumulo aconteceu na porta do Aquário, ao contrário de inúmeros estabelecimentos que estão operando livremente na cidade, com grande acumulo de pessoas, dentro e fora , a saber: igrejas, restaurantes, bancos, lotéricas, casas noturnas, lojas de departamento.

O Aquário de Ubatuba vai recorrer administrativa e judicialmente dessa decisão, por considerar a medida injusta.  Através da nota,m o estabelecimento informa ainda que sente muito pelas vítimas da COVID 19 no município, e sabe que parte dessas vítimas pode ter sido causada por quem não cumpre os protocolos de higiene, mas que este não é o caso do Aquário de Ubatuba, que muito pelo contrário, tem não só a proposta de entreter e falar sobre educação ambiental no município, mas também reitera seu papel educador , informativo e de responsabilidade social, para que os cuidados adotados dentro do Aquário durante a visita, sejam continuados pelo visitante após sua saída.

A direção lamentou por não poder atender os clientes, bem como por não poder manter, estando fechados, o emprego de nossos colaboradores que tinham acabado de voltar.  O Aquário de Ubatuba foi fundado em fevereiro de 1996 pelo oceanógrafo Hugo Gallo e é uma das melhores opções de lazer educativo para a conservação ambiental no litoral.

Dentre as atrações, possui um dos maiores tanques de água salgada do país, com Tubarões e Raias, Pinguinário, onde o visitante pode participar da alimentação dos Pinguins, Tanque de Contato, onde é possível tocar em animais marinhos inofensivos, o único Tanque de Águas Vivas no Brasil, Terrário com Jacarés, Tartarugas e Iguanas, além de Museu da Vida Marinha e Auditório para apresentação de Palestras e Vídeos Exclusivos, que adicionam ainda mais conhecimento aos visitantes.

 

 

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: