Cidades São Sebastião

Greve paralisa transporte público em São Sebastião

Alegando falta de pagamento referente ao mês de julho, os funcionários da Ecobus, concessionária do transporte coletivo em São Sebastião, entraram em greve por tempo indeterminado, na manhã desta terça-feira (11).

Segundo o presidente do sindicato que defende a categoria, Francisco Israel, a adesão é de 100%. Segundo ele, os funcionários não receberam o salário de julho, que deveria ser pago até o dia 7 de agosto, mas apenas 30% do vale-refeição. O que teria causado uma revolta muito grande entre os funcionários.

Ele afirmou que os motoristas não querem cumprir a determinação da justiça de manter 70% da frota nos horários de pico e 50% nos demais períodos.

Segundo ele, os trabalhadores só pretendem retornar ao trabalho após o pagamento. O presidente do sindicato disse ainda que os atrasos no pagamento dos salários têm sido constantes.

Francisco Israel disse que os funcionários aguardam um aparecer da empresa para saber se o pagamento será ou não liberado nesta terça e que, por enquanto, todos estão parados.

Não conseguimos contato com a Ecobus. A empresa tem alegado queda no faturamento de 85% durante a pandemia e falta de repasses pela prefeitura local.

Prefeitura

Diante da greve, a prefeitura de São Sebastião emitiu uma nota oficial. A Prefeitura de São Sebastião comunica que está com todos os repasses financeiros em dia com a empresa de transporte coletivo Ecobus.

Segundo a prefeitura, a greve dos motoristas de ônibus, deflagrada nesta terça-feira, é de responsabilidade da empresa, que não está cumprindo com o pagamento de sua folha salarial. A prefeitura informa, ainda, que, com aval do Tribunal de Contas do Estado, já iniciou o processo para a substituição da empresa concessionária de transporte coletivo no município.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: