Cidades Ilhabela

Ilhabela aguarda decisão da Anvisa para permitir desembarque de passageiros de cruzeiros

Por Salim Burihan

A temporada 2020/2021 de navios de cruzeiros na costa do Litoral Norte está programada pelas companhias marítimas Costa Cruzeiros e MSC Cruzeiros. Em Ilhabela, a prefeitura disse que ainda aguarda parecer da Anvisa antes de permitir o desembarque dos passageiros na Ilha.

Os cruzeiros serão iniciados em novembro e as companhias prometem rigorosos protocolos de saúde para operarem na costa brasileira. Na temporada 2019/2020, as empresas enfrentaram problemas devido a pandemia do novo coronavírus.

Em Ilhabela, por exemplo, a Prefeitura proibiu, por decreto, parada dos navios na Ilha a partir do dia 13 de março deste ano, como medida de prevenção ao coronavírus. Na ocasião, Ilhabela registrava, apenas, três casos suspeitos da doença.

No dia 12 de março, atracaram na Ilha os dois últimos navios da temporada, o Musica, com 2.536 passageiros e o Fascinosa, com 3.900.

Nove navios deixaram de atracar nos pieres da Ilha entre 16 de março e 9 de abril deste ano.  A Ilha deixou de receber cerca de 25 mil turistas. O comércio local previa um faturamento de R$ 140 milhões com a atracação de navios durante a temporada 2019/2020.

O navio Fascinosa esteve na ilha no dia 16, mas não pode descer nenhum dos passageiros pois a medida restritiva da prefeitura já estava em vigor. A embarcação seria impedida de atracar em Santos alguns dias depois porque 35 passageiros apresentavam suspeita de covid-19. Dois deles, tiveram que deixar o navio para serem internados em UTI de um hospital local.

Prefeitura

Navios geram emprego e lucros no comércio da Ilha

Com relação a temporada 2020/2021, que será iniciada em novembro, a prefeitura informa que só irá receber navios quando houver autorização pela ANVISA(Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e, também, do comitê municipal de combate ao Coronavirus.

A prefeitura informou ainda que tem mantido dialogo com as companhias marítimas sobre as paradas previstas para a Ilha, pois o comércio e muitas famílias, dependem dos navios de cruzeiros, que aquece e incrementa a economia do município. A prefeitura destaca, no entanto, que no momento, a preservação da saúde é prioridade.

Paulo Menezes, coordenado do Centro de Contingência Estadual nas ações de combate a Covid-19, disse que ainda não é o momento de se receber passageiros de cruzeiros, que são em sua maioria oriundos de outros países. Segundo ele, este ano, foram inúmeras as situações envolvendo transmissão do vírus em passageiros de cruzeiros pelo mundo afora. Ele citou uma caso ocorrido em navio de cruzeiro no Japão.

Menezes disse que o estado está trabalhando com a Anvisa os protocolos necessários para garantir que essa atividade turística seja retomada com segurança.

As companhias que operam na Ilha adotaram protocolos rigorosos de saúde e segurança.  As medidas preventivas começam na reserva, as atividades a bordo e o desembarque dos passageiros(Leia abaixo).

Temporada 2020/2021

A MSC Cruzeiros terá dois navios com paradas em Ilhabela. O desembarque dos passageiros na Ilha ainda dependerá de autorização da prefeitura. O MSC Preziosa parte do Rio de Janeiro, com cruzeiros de três a oito noites com escalas em Ilhéus, Salvador, Ilha Grande/Angra dos Reis, Búzios, Porto Belo, Balneário Camboriú, Santos, Ilhabela, Punta Del Este, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina, além de mini-cruzeiros partindo de Santos.

O MSC Sinfonia oferecerá cruzeiros de oito ou nove noites, com embarques em Buenos Aires, na Argentina, e escalas em Montevidéu, no Uruguai, Búzios, Rio de Janeiro, Ilhabela, Ilha Grande/Angra dos Reis e Itajaí, no Brasil, com a possibilidade de embarques tanto em Buenos Aires como em Montevidéu.

A Costa Cruzeiros, também, já definiu a programação para a temporada brasileira. O navio Costa Fascinosa irá fazer os itinerários por várias partes do Brasil em janeiro e fevereiro. Serão 14 saídas na América do Sul, dos portos de Santos e Salvador. As viagens terão duração de três a sete noites.

Protocolos

As companhias definiram medidas de prevenção rigorosas para garantirem segurança aos passageiros. Algumas, deverão exigir comprovação online de que o passageiro não está infectado, através de um questionário médico; antes do embarque e no desembarque, haverá medição da temperatura; o uso de máscaras será obrigatório para tripulantes e passageiros; os navios vão operar com capacidade reduzida e áreas de uso comuns alteradas para garantir distanciamento social; os restaurantes terão serviços apenas a la carte e mesas distanciadas; os tripulantes passarão por triagens, antes e após o turno de trabalho; e, as cabines passarão por um processo de desinfecção antiviral diariamente.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: