Caraguatatuba Cidades

Litoral Norte permanece na fase 2-Laranja do Plano São Paulo

Nona atualização do Plano São Paulo manteve Litoral Norte na Fase 2-Laranja

A nona atualização do Plano São Paulo de enfrentamento ao coronavírus manteve as cidades do Litoral Norte na Fase 2-Laranja, do Plano São Paulo, frustrando as expectativas dos prefeitos da região que acreditavam numa mudança para a Fase 3-Amarela, que permitiria a retomada de novas atividades econômicas.

Foi a 9ª atualização do Plano São Paulo e desde a primeira delas, a região permanece na Fase2-Laranja. A maioria das cidades do Litoral Norte, no entanto, já adotaram medidas que só seriam permitidas na fase Amarela, como reabertura de bares, restaurantes, salões de beleza e academias, por exemplo.

“O Plano São Paulo foi feito para avançar sempre que possível, mas retroceder sempre que necessário. Aqui, a prioridade é salvar vidas”, destacou o Governador. O aumento de casos e internações levou 15 cidades do Vale do Ribeira novamente à fase 1 vermelha de restrição total de atendimento presencial em comércios e serviços não essenciais. Nas demais regiões, a classificação se manteve em relação à avaliação da semana passada.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, 89% dos municípios do estado registram queda nas internações e número de óbitos. O estado registra nesta sexta-feira(31), 542.304 casos e 22.997 mortes pelo novo coronavírus.

O secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, destacou que o índice de letalidade no estado caiu para 4,3% e que a taxa de ocupação de leitos é de 64%, com uma queda de 2% em comparação a semana passada. Segundo Vinholi, está havendo uma “interiorização do covid”, ou seja, o número de casos (57,8%) e de mortes (59,8%) do interior superam os casos e mortes na capital e grande São Paulo.

Até a reclassificação do próximo dia 7 de agosto, outras três áreas de DRS permanecem na etapa 3 vermelha: Franca, Piracicaba e Ribeirão Preto. A maior parte do estado continua na fase 2 laranja, que permite abertura restrita de escritórios, imobiliárias, comércio de rua, shoppings e concessionárias. Atualmente, essa etapa abrange as regiões de Araçatuba, Barretos, Bauru, Campinas, Marília, Presidente Prudente, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, Sorocaba, Taubaté e a sub-região Norte da Grande São Paulo.

Na fase 3 amarela, permanecem as regiões de Araraquara e Baixada Santista, além da capital e sub-regiões Leste, Oeste, Sul e Sudeste da Grande São Paulo. Ela permite reabrir bares, restaurantes e salões de beleza com 40% da capacidade, além de academias com 30% de vagas e expediente limitado

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: