Caraguatatuba Cidades

MP cobra divulgação pela prefeitura dos gastos com ações de combate a Covid-19

 

O promotor de Justiça de Caraguatatuba, Renato Queiroz de Lima, instaurou um inquérito civil contra a prefeitura pelo fato da administração não divulgar informações sobre os gastos com a ações de combate ao covid-19 à Apedel(Associação das Pessoas com Deficiência do Litoral Norte), com sede no município. O inquérito foi instaurado na segunda-feira(13).O  promotor deu um prazo de 15 dias para que a prefeitura repasse as informações solicitadas pela entidade.

 

Prefeitura

 

A prefeitura informou  através de sua assessoria que de acordo com a Secretaria de Assuntos Jurídicos, o Ministério Público do Estado de São Paulo instaurou o Procedimento Administrativo de Acompanhamento (PAA) para acompanhar os gastos da Prefeitura de Caraguatatuba com as ações de enfrentamento à Covid-19 e a publicidade da aplicação desses recursos, ou seja, não se trata de um inquérito civil público.

 

Segundo a assessoria, os investimentos da Prefeitura de Caraguatatuba no combate ao coronavírus podem ser acompanhados no http://www.caraguatatuba.sp.gov.br/pmc/ (na parte do site destinada ao “Cidadão”/Compras Emergenciais Covid) e no Portal da Transferência, no link http://caraguatatubatransp.presconinformatica.com.br//index.

 

Covid

 

Caraguatatuba registra 526 casos confirmados de covid e tem outros 168 em investigação. Segundo a prefeitura, 42 pessoas já morreram da doença na cidade, sendo duas delas não residentes. Uma morte ainda está sendo investigada pela prefeitura.

 

Nesta quarta-feira(15), 22 pessoas estão internadas em leitos UTI nos hospitais da cidade e outras 45 em leitos de enfermaria. Segundo a prefeitura a taxa de ocupação de leitos UTI é de 56% e de enfermaria de 41%.