Cidades

Novembro Azul: Um alerta que também vale para os animais de estimação

Imagem Ilustrativa (Ingimage)

No mês dedicado a ações de prevenção ao câncer de próstata e conscientização sobre os perigos da doença aos humanos, a campanha Novembro Azul também faz uma alerta para importância do diagnóstico precoce para os animais, que são suscetíveis a desenvolver a patologia na fase adulta.

Apesar de baixa, a incidência do câncer de próstata em cães é maior que em gatos, atingindo, na maioria das vezes, animais com idade superior a dez anos. Além do tumor maligno, também é possível desenvolver a hiperplasia prostática benigna.

Animais com problemas na próstata costumam apresentar dificuldade para urinar, presença de sangue na urina e dor na região da virilha. O diagnóstico pode ser feito através de uma ultrassonografia abdominal ou da próstata e o tratamento dependerá do resultado dos exames.

Para evitar riscos, é recomendável a castração, já que o câncer de próstata, por exemplo, está relacionado com fatores hormonais, como a testosterona, e com a idade do paciente. Por isso, a incidência maior é em animais idosos, não castrados ou castrados tardiamente.

Tramita na Alesp uma proposta (Projeto de Lei 132/2017) que pode contribuir para a redução de problemas na próstata de animais do sexo masculino. Batizado de Castrasp, o serviço público de controle populacional de cães e gatos vai oferecer, por meio de unidades móveis disponibilizadas em diferentes regiões do território paulista, a castração para, em média, 70 animais por semana.

*Informações da Assembleia Legislativa de São Paulo