Cidades São Sebastião

Polícia Civil aguarda laudos do IML e IC para continuar investigações sobre morte de jovem em São Sebastião

Morte de Júlia Rosemberg ocorreu no dia 5 de julho

A Polícia Civil aguarda a chegada dos laudos do IML(Instituto Médico Legal) e IC(Instituto de Criminalística) para  dar continuidade às investigações da morte da jovem Júlia Rosemberg, de 21 anos, morta no dia 5 deste mês, quando caminhava por uma trilha entre as praias Paúba e Maresias, na costa sul de São Sebastião.

 

Em nota encaminhada ao Tamoios News, no início da noite desta terça-feira(14), a Secretaria de Segurança Pública informou que o caso segue em investigação por meio de inquérito policial instaurado pelo 2°DP de São Sebastião.

 

Segundo a SSP, após solicitação da autoridade policial, a Justiça decretou a prisão temporária de um suspeito. Diligências prosseguem para verificar a participação dele no crime.

 

A nota informou ainda que paralelamente, a equipe investiga outros suspeitos e aguarda os resultados dos laudos periciais, que estão em elaboração e podem auxiliar no esclarecimento dos fatos.

 

Segundo informações, a polícia aguarda os laudos do IC(Instituto de Criminalística) para avançar nas investigações.

 

O IC analisa geneticamente material coletado no corpo da jovem e no local do crime para confrontar com o DNA dos possíveis suspeitos.

 

M.A.Z.J, de 37 anos, natural de Guarulhos, que foi preso no dia 9 em Ilhabela após tentar atacar uma mulher, permanece detido.

Suspeito disse que usou panela para cavar cova de jovem

Quando foi preso na Ilha, ele teria confessado a autoria da morte da jovem à policia militar, mas negou quando foi ouvido no distrito policial.

 

Ele alega ser esquizofrênico e que não toma medicamento como deveria. M.A.Z.J. chegou a comentar com os policias militares de Ilhabela que teria enforcado, mas não abusado sexualmente da jovem. Ele teria afirmado ainda que utilizou uma panela para enterrar a jovem. A polícia tenta encontrar a panela no local onde a jovem foi morta.

Câmeras mostra um homem que caminhava atrás da jovem, que ainda não foi identificado pela polícia

A polícia tenta localizar um segundo suspeito que aparece caminhando atrás de Júloia Rosemberg no dia de sua morte. Ele aparece em imagens das câmeras de monitoramento obtidas pela polícia. Assim que ele for identificado terá a prisão temporária solicitada pela polícia.