Cidades Ilhabela

Polícia civil de Ilhabela participa de investigação que desarticulou venda de drogas pela internet

Uma ação desenvolvida pela Central de Inteligência dos Correios, que contou com a ajuda da Polícia Civil de Ilhabela,  desarticulou um esquema de venda de drogas pela internet. As “encomendas” eram encaminhadas através do serviço de SEDEX. O traficante V.E.M.O. de 21 anos, foi preso na cidade de Itapira, interior paulista.

Os agentes da Central de Inteligência dos Correios identificaram uma encomenda suspeita destinada a um morador  do bairro da Água Branca, em Ilhabela. Os Correios acionaram a polícia civil da cidade.

“Ficamos monitorando a entrega e quando ela foi feita abordamos o destinatário. Tratava-se de um menor de idade, que não revendia, apenas era usuário”, contou o investigador chefe da Polícia Civil de Ilhabela, Raphael Lucas.

Segundo ele, o menor havia pago cerca de R$ 300,00 para adquirir 10 gramas de maconha, haxixe comum e haxixe crema.

O investigador contou que na encomenda constava o endereço do destinatário e um endereço falso do remetente. “Conseguimos cruzar as informações e através da internet identificar o remetente responsável pelo tráfico das drogas”, explicou.

V.E.M.O. de 21 anos, residente em Itapira-SP, era quem fazia o tráfico, Ele utilizava um perfil no Instagram, identificado como El.totonha.

Segundo o investigador, após esse levantamento, todas as informações obtidas foram repassadas para a DISE(Delegacia de Investigações de Entorpecentes) de Mogi-Guaçú, interior de São Paulo, que localizou e prendeu o traficante, que usava redes sociais para a venda drogas.

O traficante garantia que seus “produtos” tinham alto grau de pureza e qualidade. O traficante foi preso em flagrante e ainda responderá pela apreensão feita em Ilhabela. A pena para o crime de tráfico pode chegar a 15 anos de reclusão.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: