Cidades Ilhabela

Prefeita Gracinha confirma celebração de convênio com a Dersa que viabilizará solução para os “Aquabus”

A prefeita, representantes da Dersa e secretários, durante a vídeoconferência

Dersa também anunciou a chegada de mais uma balsa até o final deste ano

A prefeita de Ilhabela, Maria das Graças Ferreira dos Santos, a Gracinha, confirmou a celebração de um convênio com a Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), de apoio mútuo na solução e implantação de melhorias no sistema de embarque e desembarque de passageiros na travessia da balsa. O convênio viabilizará, inclusive, solução para os três “Aquabus”, herdados da administração que terminou em 2016, com irregularidades apontadas desde o início da aquisição pelo Tribunal de Contas e outros órgãos fiscalizadores.

Gracinha fez o anúncio da decisão por meio de videoconferência, junto com o presidente da Dersa, João Luiz Lopes, e na presença de secretários municipais e do coordenador do Dersa, Ibsen Trench Gomes, e do gerente do Consórcio Balsa Nova, Nilson Maria Oliveira.

O convênio, que terá a data da assinatura definida nos próximos dias, é uma parceria entre a prefeitura a Dersa que permitirá ações constantes de melhorias no sistema de travessia, seja na parte estrutural de atracação, manutenção de equipamentos, melhorias nas condições de recepção dos usuários, entre outras.  De acordo com a prefeita e os representantes da Dersa, o convênio é um sonho antigo agora realizado, por representar a segurança para a solução de todos os problemas, independentemente de quem operará o serviço de concessão (Dersa ou outra empresa).

Depois da assinatura do convênio, a prefeitura indicará um gestor do convênio para executar e acompanhar as atividades definidas na parceria, entre as quais constam: melhorias e instalações de atracadouros para o embarque nas balsas; cooperação em diversas áreas como operação, manutenção, integração e administração, modernização dos locais de espera dos passageiros, aquisição de flutuantes certificados pela Marinha, aquisição ou reforma de embarcações e flutuantes (caso do Aquabus), etc.

A prefeita Gracinha falou sobre a celebração da parceria.  “O que era mais esperado era a solução para a questão dos “Aquabus” (três lanchas adquiridas no governo encerrado em 2016), uma herança que recebemos. Mas o mais importante é que por meio do convênio a prefeitura e a Dersa poderão oferecer um  melhor serviço aos moradores de Ilhabela. Essa assinatura é um momento histórico e muito feliz porque representa um grande avanço para os dias atuais e do futuro”.

O presidente da Dersa, João Luiz Lopes, falou sobre o convênio e elogiou a iniciativa da prefeita Gracinha. “Mudamos (a Dersa) o tratamento à travessia, que é a porta de entrada de Ilhabela. Esse convênio vai trazer uma ligação que ficará para o futuro, independente de quem fará a operação da travessia. Essa iniciativa dará o conforto jurídico para trabalharmos ainda mais por Ilhabela”.
João Luiz também anunciou a chegada da sétima balsa ao sistema de travessia Ilhabela -São Sebastião. Segundo ele, isso deve ocorrer até o final deste ano. Ele confirmou, ainda, a troca de todos os quatro motores da FB25, embarcação grande e muito importante na operação de responsabilidade da Dersa. Dois motores já foram substituídos.

Ibsen Trench Gomes, coordenador da Dersa, também falou sobre a parceria. “O convênio tem o objetivo principal a cooperação mútua entre as partes, objetivando com isso, proporcionar constantes melhorias à travessia da balsa e, consequentemente, maiores benefícios e conforto os munícipes e ao turismo em Ilhabela”.

A secretária de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, Bianca Colepicolo, destacou a iniciativa da prefeita em firmar o convênio, esperado há décadas. “É uma grande conquista. A prefeita Gracinha está deixando um legado, solucionando os problemas. Está olhando para o futuro, para a Ilhabela que queremos, cada vez melhor”.

Os secretários municipais que também acompanharam a videoconferência foram: Fernando Crésio (Finanças),  Alexandre Baptista (Administração), Eduardo Hipólito (Meio Ambiente) e Gustavo Barboni (Saúde).