Cidades Ilhabela

Prefeito Toninho Colucci e IBJ iniciam novo capítulo para preservação da biodiversidade marinha e do turismo sustentável

O prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo e do Instituto Baleia Jubarte (IBJ), se reuniram na última segunda-feira (13/11) na Prefeitura para discutir o projeto de instalação da base do IBJ na costa norte da cidade.

Os representantes do IBJ apresentaram aos presentes o projeto executivo para a edificação do Espaço Baleia Jubarte Ilhabela, que será estruturado no bairro do Bexiga, em terreno de mais de 4 mil², próximo à orla, concedido pelo município.

Em 2022, a Prefeitura e o IBJ firmaram uma parceria para fomentar a pesquisa, conservação e promoção do Turismo de Observação de Baleias na costa norte do Estado de São Paulo. Atualmente, Ilhabela é o maior hotspot de presença de cetáceos (baleias, botos e golfinhos) da costa brasileira, com nada menos do que 12 espécies já registradas na região.

Com a parceria firmada, o IBJ soma seus mais de 35 anos de experiência aos trabalhos que já vêm sendo desenvolvidos por outras instituições parceiras, como o Projeto Baleia à Vista e o Instituto Viva Verde e Azul, que há vários anos desenvolvem ações em Ilhabela, todas em conjunto com a Prefeitura.

O prefeito Toninho Colucci enxerga nessa parceria com o Instituto Baleia Jubarte a oportunidade de transformar Ilhabela no principal destino de observação de baleias e golfinhos de São Paulo e um dos principais do país.  “Em breve, teremos a tão sonhada sede do IBJ na cidade. Nos unimos a quem mais entende e se dedica às baleias, o que é fundamental para desenvolvermos esse segmento de turismo de forma responsável para nos transformarmos numa referência nessa atividade. Esse é mais um motivo para o turista vir a Ilhabela e mais uma fonte de geração de renda e trabalho em nossa cidade”.

Em 2023, a temporada de observação de baleias e golfinhos teve um saldo positivo, com mais de 700 baleias avistadas. Tais parcerias têm como objetivo avançar na consolidação do arquipélago como destino de observação de cetáceos, reforçando ainda mais a vocação para o ecoturismo marinho, consoante com a necessidade de se promover a educação ambiental e lazer ao munícipe.

“Com o importante aumento no número de avistamentos nos últimos anos, o desenvolvimento adequado dessa atividade é de real importância econômica para o município, pois é sustentável e seguro quando desenvolvido de maneira planejada e responsável, além de possuir um excepcional potencial de geração de renda em períodos de maior sazonalidade, de junho a setembro”, declarou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Harry Finger.

O período de destaque da passagem das baleias-jubarte em Ilhabela ocorre entre os meses de junho e agosto. Além das jubartes, outras três espécies de baleias e oito espécies de golfinhos já foram registradas no arquipélago.

Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Ilhabela