Cidades São Sebastião

Rede Colabora Litoral sem Covid-19 presenteia profissionais da linha de frente

O projeto colaborativo ‘Alinhavos de esperança a iluminar a travessia’  tem conseguido unir duas necessidades no Litoral Norte de SP: valorizar os profissionais de serviços essenciais cujas atividades não puderam ser interrompidas na pandemia da COVID-19 e gerar renda aos pequenos empreendedores locais com a produção artesanal de 2 mil máscaras de tecido. A ideia é ajudar a proteger comunidades vulneráveis e grupos de risco e minimizar os efeitos da crise socioeconômica no turismo durante a quarentena.

Vencedor do edital patrocinado pela EDP, distribuidora de energia da região e com o apoio do Instituto EDP, o projeto iniciou, no fim de julho, a distribuição de 200 “Kits Gratitude” com presentes artesanais e de gastronomia feitos pelos empreendedores locais. Nesse kit, há, também, um cartão com mensagens de voluntários e alunos para surpreender, agradecer e presentear profissionais das áreas da saúde e educação; de serviços públicos como limpeza urbana, energia, água e gás; serviços essenciais como mercado e farmácia, entregas, que atuam em cemitérios e lideranças comunitárias voluntárias.

Saskia Póstuma, que é fisioterapeuta nos hospitais de São Sebastião e Ilhabela, foi uma das pessoas presenteadas pela iniciativa, cuja indicação veio de Maíra Amaral, professora e moradora de São Sebastião. “É bom saber que tem pessoas do bem que ajudam a deixar nossos dias mais leves nesses tempos difíceis, ainda mais na área da saúde, que está tão tensa nesse período. Gratidão por reconhecer nossos profissionais e nosso trabalho”, comenta Saskia. Cada profissional homenageado com o “Kit Gratitude” é indicado por algum membro da comunidade ou da própria rede local que criou essa iniciativa.

O Alinhavos de Esperança também está distribuindo um material educativo com dicas de prevenção ao COVID-19 e 2 mil máscaras de tecido para pessoas de grupos de risco e para habitantes de pelo menos oito comunidades de alta vulnerabilidade social. “As máscaras de tecido são produzidas por costureiras e costureiros locais que tiveram suas rendas impactadas por conta da pandemia”, comenta Fabíola Lima, artesã integrante do projeto e representante do arranjo coletivo chamado Beco do Picaré e da Rede São Francisco.

O projeto Alinhavos de Esperança foi criado pela Rede Colabora Litoral Sem COVID-19, rede colaborativa local que tem como foco a economia compartilhada e a solidariedade. Cocriado no início da pandemia pela empresa Barlavento Coworking, a Fatec de São Sebastião e o Instituto Supereco, agregou novos parceiros durante o enfrentamento desse desafio comum. Tem como objetivo criar ações integradas de prevenção imediata e combate ao contágio da COVID-19 e atender as populações que vivem em regiões de alta vulnerabilidade social do litoral norte de SP.

Esta é a segunda iniciativa promovida pela rede, que atualmente é composta por 10 instituições. “A Rede Colabora Litoral Sem Covid-19 está aumentando e, para nós, é uma grande alegria ver que outras empresas e entidades, não apenas da região, estão se juntando à Rede. São em momentos como esse que percebemos a importância dos arranjos locais se unirem e trabalharem em grupo em prol de uma causa tão urgente e necessária, que tem amparado tantas pessoas”, avalia Marcelo Forestieri, do Barlavento Coworking. O Alinhavos de Esperança segue até setembro.