São Sebastião Surf

Surfista de São Sebastião vence a 2ª etapa do CBSurf Pro Tour em Santa Catarina

Foto: Marcio David

Felipe Oliveira mora em Boiçucanga e comemora sua primeiro vitória como profissional

Como diz o ditado popular, a primeira vez a gente nunca esquece e para o surfista paulista Felipe Oliveira não é diferente, com a primeira vitória como profissional. O surfista de São Sebastião faturou no último domingo (1) o São Chico Brasileiro de Surf, valendo pela 2ª etapa do CBSurf Pro Tour, na Prainha, em São Francisco do Sul/SC, e ainda curte o momento especial na carreira.

“Foi uma conquista que ficará guardada na minha memória. Venho trabalhando duro para conquistar os meus objetivos, abdicando de muitas coisas e acredito que quem é atleta sabe do compromisso e da dedicação que existe. Eu acredito que tudo acontece no tempo de Deus. Esse circuito tem participação dos melhores atletas do país e sair com a vitória é muito importante, um grande estímulo para seguir em frente”, vibra.

Na final, a vitória veio com um aéreo e ele superou o paranaense Edson de Prá, em segundo, o catarinense Luan Wood, em terceiro, e o pernambucano Alan Donato, em quarto. “Só tenho de agradecer a todos aqueles que um dia acreditaram que seria possível”, comenta o atleta, lembrando a namorada Yohanna Sarandini, que também é surfista.

Foto: Humberto Cidral

Sobre Felipe Oliveira

Aos 25 anos, Felipe Oliveira mora na em Boiçucanga e dá aulas de surf na vizinha praia da Baleia, junto ao “Canto Mágico”, e demonstra confiança num futuro como profissional. “Venho trabalhando muito o físico, o psicológico e procurando corrigir os meus erros dentro e fora do mar. Eu sabia que era apenas questão de tempo essa vitória, que iria começar a colher os frutos de toda a minha dedicação”, enfatiza.

Fã do sul-africano Jordy Smith e tendo como inspiração o surf do conterrâneo Thiago Camarão, por seu estilo, e do atual líder do CT, Filipe Toledo pelas manobras aéreas, demonstra animação para os próximos eventos. “Estou confiante e otimista”, destaca o atleta, que aprendeu a surfar aos 11 anos e começou a competir aos 16, “no meu último ano de mirim, mas vi que era aquilo que eu queria na minha vida, me dediquei o máximo e evolui muito rápido”.

Apoio

Ele também agradece o apoio da Surf Trip, que o patrocina desde o início desta temporada. Felipe costuma treinar nas praias de Cambury, Maresias, Paúba e Baleia. “O litoral norte paulista nos dá a opção de surfar em diversos tipos de onda e isso é ajuda na evolução”, completa o atleta que além da Surf Trip, tem os apoios de Studio Curva, Excelência Elevadores e Tropical Imobiliária.