Cidades São Sebastião

Servidores da Educação de São Sebastião entram em Estado de Greve contra possível retorno das aulas presenciais

Decisão foi tomada durante assembleia do Sindserv que também aprovou a realização de dois atos públicos nos dias 11 e 18 de agosto

Os trabalhadores da Educação da Prefeitura de São Sebastião declararam Estado de Greve frente à iminência do retorno às aulas presenciais em meio a pandemia do novo Coronavírus. A decisão foi tomada em assembleia do Sindicato dos Servidores (Sindserv), realizada ontem, quarta-feira (5/8), de forma virtual, com o objetivo de garantir a preservação da saúde e da vida dos profissionais e da comunidade em geral, em decorrência da disseminação da doença.

Além do Estado de Greve, notificado à prefeitura pelo Ofício Sindserv 89/20, os servidores da Educação junto ao Sindicato irão realizar dois atos públicos. O primeiro será uma carreata “Aulas presenciais sem vacina é chacina”, no dia 11/8 (terça-feira), com encontro inicial às 9h30, na Rua da Praia, no Centro, em seguida terá uma parada na Seduc, onde cada trabalhador irá expor um cartaz, de forma a garantir o distanciamento social.

O segundo ato público será em Boiçucanga, no dia 18/8 (terça-feira), com início às 16h30 na Praça Elpidio Romão Teixeira, próximo a Escola Walkir Vergani, com cada trabalhador expondo um cartaz e garantindo o distanciamento social e, em seguida, carreata “Aulas presenciais sem vacina é chacina” pela Costa Sul.

De acordo com o Sindserv, também será feito um abaixo-assinado virtual pelo não retorno presencial das aulas, que será encaminhado à Prefeitura, à Secretaria de Educação e à Diretoria de Ensino.

O Departamento Jurídico do Sindserv também está tomando todas as medidas legais cabíveis para acionar os órgãos competentes em prol do não retorno às aulas presenciais enquanto perdurar a pandemia.

A diretoria do Sindserv ressalta que ao ver os dados do novo Coronavírus no Brasil é absurdo pensar na volta às aulas, pois a pandemia segue sem políticas públicas efetivas para conter a disseminação. “Iremos somar todos nossos esforços para evitar o contágio da comunidade escolar e suas famílias. É um risco imensurável para toda a população. Sem contar que a maioria das escolas não tem estrutura física, materiais, equipamentos e quantidade de profissionais necessários para garantir a segurança de todos em qualquer tipo de retomada”, afirma a presidente do Sindserv, Cristiane Leonello.

Ainda segundo o Sindicato, os servidores irão se reunir em nova assembleia, no dia 20 de agosto, para organização dos trabalhadores e próximas ações.

Ato Nacional

Também foi aprovada a participação dos servidores públicos da Prefeitura de São Sebastião no ato nacional “Em defesa da vida e em defesa do emprego”, que ocorrerá em todo o país no próximo dia 7 de agosto (sexta-feira). Em São Sebastião, o Fórum dos Sindicatos do Litoral Norte Paulista convoca todos os trabalhadores para o ato que será realizado a partir das 6h30, em frente ao portão principal do Terminal Almirante Barroso (TEBAR – Petrobrás), na Avenida Guarda Mor Lobo Viana, no Centro.