Cidades São Sebastião

Sindicato impetra ação coletiva contra a Ecobus

O presidente do sindicato dos trabalhadores em empresas de transportes rodoviários, urbano, cargas, anexo e diferenciado do Litoral Norte, Francisco Israel, impetrou uma ação coletiva na justiça do trabalho contra a empresa Ecobus, de São Sebastião.

 

O sindicato cobra o pagamento de ações rescisórias por parte da empresa aos 101 funcionários recentemente demitidos devido à crise financeira pela qual passa a Ecobus.

 

Segundo ele, a empresa alega não ter condições de quitar as verbas rescisórias integralmente e quer eximir-se do pagamento do aviso prévio proporcional e do pagamento da metade da multa fundiária.

 

Francisco disse ainda que a empresa quer fazer o pagamento das demais verbas em 24 parcelas o que não teria sido aceito pelos funcionários demitidos.  O pagamento das verbas rescisórias venceu no dia 1º de junho.

 

O sindicato pediu que a Justiça do Trabalho oficialize a prefeitura de São Sebastião para que informe se a Ecobus tem algum crédito para receber e se tiver que seja feito o arresto do dinheiro para o pagamento das verbas rescisórias dos funcionários demitidos.

 

O sindicato quer que o Ministério Público do Trabalho acompanhe o processo, bem como, a prefeitura de São Sebastião, responsável pela concessão concedida à empresa para operar o transporte público no município.

 

Não conseguimos contato com a Ecobus. Em recente nota divulgada pela empresa, a Ecobus afirmou que teve queda de 85% nos número de usuários do serviço de transporte em decorrência da pandemia de coronavírus e como não vem conseguindo se manter financeiramente teve que demitir os funcionários.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: