Cidades São Sebastião

Um ano após renovar contrato Sabesp ainda prepara edital para licitar obras de esgoto em Maresias

Os moradores de Maresias, a mais badalada praia do litoral paulista, ainda terão que aguardar mais um pouco para ver o início das obras de saneamento no bairro.

Apesar de anunciadas em março do ano passado, quando da assinatura do contrato entre a prefeitura e a Sabesp, a obra até agora ainda não saiu do papel.

São Sebastião tem 76% de seus domicílios atendidos por saneamento básico. Em Maresias, o esgoto é lançado em fossas sépticas.

Quando chove forte, as fossas extravasam e o esgoto poluí os rios que cortam o bairro e chega na praia. A reivindicação pelas obras de esgotamento sanitário envolve a Sociedade Amigos de Maresias, empresários, hoteleiros e o bicampeão mundial de surf, Gabriel Medina.

Em fevereiro deste ano, a Somar(Sociedade Amigos de Maresias) encaminhou ao superintendente de Negócio da Sabesp, no Litoral Norte, engenheiro Ruy César Rodrigues Bueno, um pedido de informações sobre as obras previstas para o bairro.

O superintendente informou que a licitação estaria em fase de montagem, orçada em R$ 75 milhões, prevendo obras que irão beneficiar 34,5 mil pessoas. Segundo ele, estão previstas obras de construção de uma estação de tratamento, oito estações elevatórias, 26,8 quilômetros de redes coletoras, 9 quilômetros de redes existentes que seriam limpas e colocadas em operação.

Ruy César informou ainda que o edital seria lançado em maio deste ano, que as obras serão iniciadas no mês de setembro próximo. O superintendente deixou claro que os tramites poderiam sofrer um atraso.

Sabesp

Procurada, a Sabesp informou na  última sexta-feira(29), que a empresa ainda está na fase final da elaboração do edital para licitação do empreendimento que deverá ser publicado em breve.

A Sabesp informou ainda que as obras do sistema de esgotamento sanitário de Maresias, na Costa Sul de São Sebastião, compreendem a execução de uma estação de tratamento de esgoto com vazão de 86 litros por segundo, estações elevatórias 27 km de redes coletoras, além da limpeza de 9 km de redes coletoras existentes para colocação em funcionamento.

Com investimentos na ordem de R$ 60 milhões, a obra é de extrema prioridade para a Companhia e beneficiará 2 mil famílias no bairro.

Segundo a empresa, como não existe esgotamento sanitário no bairro, onde ainda não há sistema de esgotos é responsabilidade do munícipe por lei uma solução individual de destinação do efluente doméstico (fossa séptica).

Contrato

Prefeito na solenidade da assinatura do contrato em 16 de março do ano passado

A prefeitura de São Sebastião firmou em março do ano passado o convênio com a Sabesp para a prestação dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário no município.

Pelo contrato, devem ser viabilizadas melhorias nos serviços de abastecimento e saneamento básico, com investimento de R$ 610 milhões nos próximos 30 anos.

As ações devem ser realizadas de forma gradual e progressiva e, do montante, R$ 388,7 milhões serão destinados a esgotamento sanitário e R$ 200,7 milhões ao abastecimento de água.

Segundo a prefeitura, na ocasião da assinatura do convênio, entre os principais investimentos estariam o Sistema de Esgotamento Sanitário Barra do Una/Engenho, que teria reiniciado em março de 2019, a ampliação do sistema de abastecimento de Boiçucanga, na Costa Sul, além do remanejamento da linha de recalque da alameda Santana, do sistema de esgotamento sanitário Central, já em licitação.

 

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: