Caraguatatuba Cidades Notícias

Comerciantes fazem bloqueio parcial na rodovia dos Tamoios contra Fase Vermelha em Caraguá

Desde 9h00 da manhã desta terça-feira (26), um grupo de comerciantes protesta em Caraguatatuba, na rodovia dos Tamoios, contra as restrições ao funcionamento do comércio na cidade. 

Segundo o comerciante do ramo alimentício Gabriel Moreno Medeiros, duas faixas estão sendo ocupadas pelo protesto, e outras duas estão liberadas. Assim, nos dois sentidos da rodovia a passagem de veículos é possível. “Realizamos um bloqueio parcial, pois acreditamos que já que exigimos nosso direito para trabalhar garantido pelo artigo 6º da Constituição brasileira, não podemos também ferir o mesmo artigo com base nos direitos de ir e vir”, justifica Medeiros. Ele informa que ao meio dia os manifestantes sairão da Tamoios e seguirão em direção à prefeitura.

O comerciante conta que, junto com outros 2 empresários, montou um grupo chamado “#nãosomosculpados”, que pede a abertura dos comércios sem restrição de horário. 

“Nossas exigências perante o governo municipal e estadual são: não fechar o comércio, pois entendemos que todos comércios são essenciais, desde grandes mercados até ambulantes, já que todos geram meios de sustento para várias famílias. E não determinar horário para fechamento do comércio, pois se temos horário para fechar, todos nossos clientes do dia passam pelos horários pré-determinados, podendo criar assim uma aglomeração com a qual não concordamos. Manter-nos abertos por mais tempo daria um tempo maior. Poderemos não só gerar mais empregos, como também fazer atendimentos mais espaçados”, defende Medeiros.

De acordo com o manifestante, na segunda-feira (25), cerca de 20 comerciantes estiveram na prefeitura e foram informados que o município poderia sofrer sanções caso não se adequasse ao decreto estadual que colocou a região na Fase Vermelha. “Com essa informação montamos uma nova manifestação, maior e mais organizada nos pés da rodovia dos Tamoios, com o intuito de trazermos os olhos para nossa causa e assim, quem sabe, conseguirmos o que estamos almejando”, conclui.