Cidades Notícias

Cresce número de animais apreendidos e resgatados pela PM Ambiental

Foto: SSP

A Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo terminou o primeiro trimestre do ano com a apreensão e resgate de 5.608 animais durantes atividades, como o combate ao tráfico de animais silvestres e ao crime de maus-tratos.

Se comparado a igual período de 2020, quando foram recolhidos e salvos 4.241 animais, a somatória dos três primeiros meses de 2021 representam um crescimento de 32,2%, demonstrando que, mesmo diante de uma pandemia, os trabalhos policiais não foram prejudicados e, por vezes, passou a ser intensificado visando a coibir todo tipo de delito, especialmente os ambientais.

“O Policiamento Ambiental atua com planejamento estratégico, integração interagências e inteligência policial na busca da melhoria desses bons resultados, assim favorecendo nossa biodiversidade, e permitindo que a fauna realize suas funções ambientais”, destacou o coronel Paulo Augusto Leite Motooka, que está à frente do Comando do Policiamento Ambiental do Estado – CPAmb.

Desde janeiro de 2017, a PM Ambiental já apreendeu e resgatou 131,2 mil animais em diversos tipos de ocorrência atendidas em todo o território paulista.

Ocorrências de destaque

Entre os casos de destaque da PM Ambiental, que entram na estatística do primeiro trimestre do ano, está o resgate de 29 cães que foram encontrados em um canil clandestino, no dia 22 de março, em um estabelecimento na avenida Água Espraiada, em Atibaia, na região de Campinas.

Na ocasião, uma equipe do 1º Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb) foi até o local para verificar uma denúncia e encontrou os animais com alimentação e água escassas, em um espaço pequeno, propício para proliferação de doenças e com péssimas condições de higiene sanitária, além de não possuir cobertura adequada.

Como resultado, o comércio foi autuado e recebeu multa de R$ 87 mil, e os cães encaminhados a uma Organização Não Governamental (ONG), em São José dos Campos.

Outra ocorrência que se sobressaiu no período foi a apreensão de 15 serpentes encontradas em uma encomenda de uma agência dos Correios, na zona norte de São Paulo, no dia 2 de março.

Na data dos fatos, os PMs ambientais foram chamados depois que o raio-x da unidade indicou a presença dos animais no interior de uma caixa. Como resultado, foram recolhidas 14 filhotes e uma serpente adulta da espécie Jiboia para receberem os cuidados necessário e serem devolvidas à natureza. O homem que receberia a encomenda foi autuado por crime ambiental.

*Fonte: Secretaria da Segurança Pública