Cidades Notícias Ubatuba

Evento discute questões cotidianas enfrentadas pelos indígenas de Ubatuba

Foto: Tamoios News

Com o objetivo de discutir a realidade social, educacional e cultural das aldeias situadas em Ubatuba, a Prefeitura, por meio da Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba – Fundart, realizou a primeira “Roda de Conversa – Nossas Aldeias, Nossas Tradições”.

Participaram da discussão a prefeita Flavia Pascoal, a professora doutora Ana Paula da Silva,  doutora em Memória Social e pesquisadora associada ao Programa de Estudos dos Povos Indígenas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – PROÍNDIO/UERJ; o Coordenador Técnico Local da Fundação Nacional do Índio (Funai) da região de Paraty,  Cristino Machado; o Cacique da aldeia Boa Vista, Marcos Tupã; os representantes da aldeia Rio Bonito, Ronaldo Mariano Rodrigues e Ivanilde da Silva e o representante da aldeia Renascer, que também é professor coordenador da Rede Estadual de Ensino, Cristiano Awá Kiririndju.

Além dos desafios diários dos povos indígenas, como a luta por demarcação das terras, pelos seus direitos e questões que envolvem o avanço tecnológico e a manutenção das suas tradições, uma nova problemática foi inserida nas discussões: a pandemia da Covid-19.

A situação não se resume apenas ao contágio (ainda que a vacinação dos integrantes das comunidades que tem mais de 18 anos tenha sido realizada). As aldeias também sofrem os impactos devidos às restrições de Turismo e a comercialização do artesanato que produzem. Todos esses assuntos foram abordados durante o bate-papo.

A Roda de Conversa foi gravada no palco do Teatro Municipal, seguindo todos os protocolos sanitários de prevenção ao contágio da Covid-19, e será exibida pelas redes sociais da Fundart no dia 19 de abril em comemoração ao Dia do Índio.

O evento contou ainda com o apoio da Prefeitura, Fundart, Comtur, Secretaria de Transporte, Secretaria de Comunicação e Secretaria de Turismo da Prefeitura Municipal de Ubatuba.

Sobre as aldeias

A Aldeia Renascer Ywyty Guaçu está instalada na região Sul do município, próxima ao pico do Corcovado, e é formada predominantemente por indígenas Tupi Guarani (com poucas famílias Guarani). Já as aldeias Boa Vista e Rio Bonito, localizadas na região Norte (a primeira, no Prumirim e, a segunda, próximo à Itamambuca) são formadas por indígenas Guarani Mbyá.

Redes Sociais

Instagram: https://www.instagram.com/fundartubatuba/
Facebook: https://www.facebook.com/FundartUbatuba 
YouTube: https://www.youtube.com/user/fundartubatuba

*Fonte: Fundart