Caraguatatuba Cidades Notícias

Homem que matou três mulheres a facadas é morto durante abordagem policial

Um homem, de 37 anos, morreu após resistir a uma abordagem policial na madrugada desta sexta-feira (16), em Caraguatatuba. O autor era procurado por um triplo homicídio consumado e um homicídio tentado ocorrido na manhã de quinta-feira (15) no bairro Martim de Sá.

Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), no local do crime foram encontradas três mulheres com golpes de faca, sendo uma mulher de 40 anos (a funcionária pública Daniela Grecchi), e suas filhas de 15 e 13 anos. O corpo de Daniela foi encontrado no quarto de casal com diversos golpes de faca, com indícios de luta corporal. A filha caçula de Daniela, de 9 anos, chegou a ser agredida, mas conseguiu fugir e foi levada ao hospital. O hospital disse que não pode fornecer informações sobre pacientes, mas segundo informações extraoficiais ela teria tido alta.

O assassino era namorado de Daniela e também era funcionário da prefeitura. Os dois atuavam no Centro de Zoonoses de Caraguatatuba. As filhas eram de um relacionamento anterior de Daniela.

Durante a madrugada desta sexta-feira (16), policiais visualizaram o autor do crime no bairro Massaguaçu. Ele tentou fugir correndo para um terreno baldio. Os policiais o perseguiram e disseram que, quando se aproximaram dele, ele estava com uma faca e reagiu partindo para cima dos PMs, desferindo golpes. Segundo a SSP, foi nesse momento que policiais realizaram dois disparos de arma de fogo, que atingiram o criminoso, tendo sido registrada morte decorrente de intervenção policial. Após o ocorrido, foi acionado o resgate, e uma viatura do corpo de bombeiros compareceu, atestando o óbito. Foi solicitada perícia para ambos os locais.

Pronunciamento do prefeito

Na manhã desta sexta-feira (16), o prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Júnior (MDB), comentou o caso em uma transmissão ao vivo. “Eu quero me solidarizar com toda a família, que ontem houve esse crime brutal em Caraguatatuba, por outro lado também quero parabenizar as polícias, a Polícia Civil em nome do doutor Vanderlei, do Toninho, a Polícia Militar em nome do tenente coronel Paes, que agiram muito rápido. E agora a gente tem como continuar cada vez mais pensando que não podemos deixar acontecer crimes contra mulheres. Então, é importante que você, mulher, denuncie caso haja agressões, caso você esteja sendo coagida. Nós criamos um programa em 2017/2018 de acolhimento a mulheres vitimizadas. Então Caraguatatuba tem uma estrutura para receber, mas é importante você que está nos acompanhando agora, que fale, não tenha medo não”, disse Aguilar.