Notícias Porto

Portuários de São Sebastião recebem vacina contra Covid-19

Nesta quarta-feira (09), está sendo realizada a vacinação de todo o setor portuário de São Sebastião. Essa conquista se deu pela ação das Federações Nacionais dos Sindicatos do setor portuário juntamente com o Governo Federal, através do Ministro da Infraestrutura que entendeu a necessidade de imunizar todos os portuários do Brasil, protegendo-os das novas variantes e ao mesmo tempo criando uma barreira sanitária para todo o país.

No entanto, foi necessária uma ação política dos portuários de São Sebastião para que essas vacinas chegassem em tempo para todos do porto.

A intersindical de São Sebastião, liderada pelo Robson Ceará e acompanhada por Leonel Pereira, Presidentes da Estiva e Capatazia, e consecutivamente pelo Reinaldo Moreira, representante dos Conferentes dos Portos de Santos e São Sebastião em boa articulação com a Prefeitura de São Sebastião conseguiram algumas doses antecipadamente, tendo São Sebastião saído na frente na sua vacinação.

Contudo, houve a necessidade de se buscar forças políticas do Estado de São Paulo para que não houvesse dúvidas de que todo o setor seria de fato vacinado. Para tanto, o setor portuário local, juntamente com o vereador André Pierobon, Secretário da Comissão Portuária de Petróleo e Gás da Câmara de São Sebastião, buscaram a ajuda do Deputado Estadual Paulo Côrrea Jr. para que intercedesse junto ao Governo do Estado de São Paulo, garantindo toda a vacinação do setor portuário local, criando, assim, a barreira sanitária através do nosso porto.

Com isso, uma comitiva do setor portuário foi até o Palácio dos Bandeirantes, formada por empresários e lideranças sindicais, bem como o vereador André Pierobon que juntamente com o deputado Paulo Corrêa tiveram uma reunião com o secretário da Casa Civil, Cauê Macris, garantindo que não faltasse vacinas para todos.

Assim, graças à ação política do setor portuário associado a compreensão e ação dos Governos Federal, Estadual e Municipal, conseguiu-se proporcionar a imunização do complexo portuário de São Sebastião, envolvendo todos que trabalham no Terminal da Petrobrás e no Cais do Porto, protegendo ainda mais a cidade e região das possíveis novas cepas originárias de outros países.