Porto São Sebastião

São Sebastião terá representantes na reunião sobre privatização de portos brasileiros em Brasília

Representantes das federações nacionais ligadas às atividades portuárias e da prefeitura de São Sebastião se reúnem, nesta quinta (29), em Brasília, para discutirem a privatização dos portos brasileiros, entre eles, o de São Sebastião.

A reunião vai acontecer das 14 às 18 horas, no Hotel Nacional e, terá a participação do Secretário Nacional dos Portos, Diogo Piloni.

O presidente do Sindicato dos Estivadores de São Sebastião, Robson Ceará, também, um dos diretores da FNE(Federação Nacional dos Estivadores), vai participar da reunião. Não foi confirmada a presença do prefeito Felipe Augusto no encontro.

Robson Ceará disse que a categoria não é contra a privatização e defende a municipalização do terminal portuário da cidade.

O presidente do Sindicato dos Estivadores de São Sebastião defende a implantação de um modelo landlord, um sistema de administração mista com pública e privada e se diz contrário ao modelo TUC(Terminais de Uso Privado), controladas por operadores ou empresas.

Robson Ceará cobra uma maior participação da prefeitura, da sociedade civil organizada, dos portuários e dos usuários, na discussão sobre a privatização do porto sebastianense. O ideal, segundo ele, é que São Sebastião continue operando como um porto público.

Ele defende, inclusive, a municipalização do porto local. Uma lei municipal de sua autoria, aprovada em 2005, permite a municipalização do porto sebastianense, caso a prefeitura manifeste interesse.

“A prefeitura cria uma empresa e administra o porto. Isso foi feito, em Itajaí(SC), com muito sucesso. Vamos reunir toda a documentação e informações necessárias e repassar ao prefeito para que ele avalie essa possibilidade”, comentou.

error: Alerta: Conteúdo protegido!