Réveillon

Pets merecem cuidados especiais na virada do ano a beira mar

Fim de ano a beira mar é preciso redobrar os cuidados com os pets. A presença de muitas visitas em casa, o sol e forte calor, a grande movimentação de carros na rua e a queima de fogos com estampidos podem deixar os animais bem estressados.

Confira algumas dicas da médica-veterinária Luíza Hofacker para preservar o bem-estar e a saúde do pet, deixando-o confortável durante o período das festas de final de ano a beira mar.

Uma das primeiras dicas é não compartilhar a ceia de Ano Novo, por menor que seja a porção, com cães e gatos. Alguns alimentos podem causar problemas aos animais.

Se na casa tem grande movimentação de pessoas nesta época do ano, procure um local mais reservado para os pets Mantenha o animal em um local mais seguro e acolhedor, para  evitar o desconforto e agitação do animal durante o momento de chegada e saída de pessoas em sua casa. Mantenha nesse local água e alimentos.

Por causa do sol forte e do calor, mantenha os animais em um local com sombra e troque a água do recipiente de duas a três vezes ao dia.

Se em sua casa é grande a movimentação de pessoas ou de veículos nesta época do ano, procure evitar que os animais possam ver ou ter acesso as pessoas e carros que passam pela calçada ou rua.

Com relação aos fogos de artifícios apesar de serem proibidos no litoral norte tem muita gente que gosta de soltar rojões na noite da virada. Coloque algodão nos ouvidos dos animais e se possível mantenha-os em locais fechados, pelos menos entre às 23 horas do dia 31 e uma da manhã do dia 1º. Se puder, fique ao lado de seu animal, isso o deixará mais tranquilo.

Os fogos causam grande agitação nos pets, pois eles possuem audição mais sensível. É recomendável não deixar o animal sozinho durante a queima de fogos.