Litoral Norte Turismo

Home port: Um projeto que deve alavancar o turismo no Litoral Norte

São Sebastião pode se transformar assim que a prefeitura local concluir as licitações para a construção de três marinas públicas e um Home port(porto de origem para armazenamento e manutenção de navios). Um projeto que deve alavancar o turismo na região.

Assista ao vídeo do projeto que será desenvolvido em São Sebastião:

O prefeito Felipe Augusto já apresentou o projeto, na tentativa de atrair investidores nacionais e internacionais, em vários encontros com empresários do Brasil, dos Estados Unidos e da Espanha.

Segundo o prefeito, que divulgou a proposta recentemente, em Miami(EUA), esses projetos poderão transformar São Sebastião de uma maneira surpreendente num futuro muito próximo.

“Não tenho dúvidas disso. É o futuro de São Sebastião. Estamos entre os dois polos econômicos mais importantes do Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro, a atividade náutica é o nosso futuro e pode alavancar o desenvolvimento nas demais cidades da região”, comentou o prefeito.

O home port, segundo Felipe Augusto, vai atrair embarcações de cruzeiros marítimos, que utilizam hoje o porto de Santos. No homeport, os navios poderão ter serviços de reabastecimento, de manutenção, de carga e descarga e embarque e desembarque de passageiros.

“Temos infraestrutura, temos espaço, temos tudo pronto. Temos aval do SPU(Secretaria do Patrimônio da União); Ibama e Cetesb, consultados; Secretaria Nacional de Portos, consultada. Trabalhamos durante um ano e meio para deixar toda a documentação pronta. Abrimos as licitações e aguardamos os interessados”, detalhou.

A proposta é privatizar, ou seja, uma concessão por 30 anos, com pagamento de outorga para a cidade. Segundo o prefeito, assim que a licitação for concluída, a construção do home port deve levar de oito a dez meses.

No Balneário dos Trabalhadores, deve ficar o checking, o espaço de bagagem e o estacionamento. Segundo Felipe, a cidade já conta com Receita Federal, Polícia Federal e têm empresas e mão de obra especializada para atividades portuárias.

O prefeito adiantou que existe uma empresa interessada no home port e outras três para as marinas públicas. “Tenho certeza que o grande futuro de nossa região é o home port. Acredito que será a maior obra de São Sebastião e da região”, avaliou.

Segundo ele, o home port deverá movimentar 700 mil pessoas numa temporada de cruzeiros. Isso, na visão do prefeito, deve movimentar a economia de todas as cidades da região.

“Não se trata de nenhum delírio de um prefeito que quer avançar. Estamos falando de uma estrutura necessária. Temos home port no Uruguai, no Chile, na Argentina e não temos no estado de São Paulo. Não estamos falando de uma obra absurda, estamos falando de um cais e uma obra em cima. O home port não irá afetar as operações do porto e nem do terminal da Petrobrás”, destacou.

Na última quarta(31), em Brasília, Felipe Augusto foi recepcionado pelo ministro do Turismo Vinicius Lummertz e recebeu uma boa notícia. São Sebastião conquistou o selo oficial “+Turismo” concedido pelo Ministério do Turismo ao projeto de construção do Home Port e Marina Pública na cidade. O anúncio foi feito pelo ministro do Turismo Vinicius Lummertz durante uma reunião com o prefeito Felipe Augusto, em Brasília.

Felipe Augusto e o ministro do Turismo Vinicius Lummertz

O Município é o primeiro do Litoral Norte a conquistar este selo que sob a chancela do Programa Prodetur+Turismo garante que o pedido de financiamento para a infraestrutura náutica no litoral paulista tenha prioridade de tramitação junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES).

Com um orçamento previsto de R$ 200 milhões, o projeto deve criar um píer estruturado para embarque e desembarque de aproximadamente 700 mil passageiros de cruzeiros ao ano. “Esta obra criará um novo atrativo no Sudeste, em uma das orlas mais bonitas do Brasil. Além de desafogar o porto de Santos, forte terminal de chegada de cargas, o home port gera investimentos que vão reorganizar a economia local pela atividade turística”, avaliou o ministro Lummertz.

Para o prefeito Felipe Augusto este é mais um importante passo para uma das maiores conquistas de São Sebastião. “Ter os nossos projetos de Home Port e Marina Pública com a chancela do Ministério do Turismo nos deixa muito felizes e orgulhosos por entender que este será um divisor de águas em nossa cidade para garantir empregos diretos e indiretos e, além de tudo, fomentar ainda mais o turismo no Litoral Norte de São Paulo”, finalizou o prefeito Felipe Augusto.

Marinas

Com relação às marinas públicas, elas exigem 300 mil metros quadrados em espelho d’água e 200 mil metros quadrados em terra. Isso tudo integrado ao patrimônio histórico da região central, aos hotéis, restaurantes, bares e lojas instalados na região central. Existe ainda a possibilidade da construção de um centro de convenções.

Estão previstas três marinas públicas. Uma em frente a Rua da Praia, outra no Pontal da Cruz e outra no bairro de São Francisco. Segundo informou o prefeito, a marina da Rua da Praia já está em licitação. A marina do Pontal da Cruz, em fase de projeto. A do bairro de São Francisco está um pouco atrasada.

 

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.