Ilhabela Turismo

Ilhabela: Comtur suspende patrocínio para obras de Gilmar Pinna na Praia do Engenho D’Água

Comtur decide não renovar contrato para exposição de Gilmar Pinna na ilha. Conselho se reuniu nesta terça(16) para discutir assuntos ligados ao turismo de Ilhabela

O Conselho Municipal do Turismo (Comtur) decidiu não renovar a cota de patrocínio para a continuidade da exposição do artista Gilmar Pinna, na ilha. A exposição “Paixão” reúne várias obras do artista ilhabelense conhecido no mundo todo.

As esculturas do artista ilhabelense estão expostas na orla da praia do Engenho D` Água, desde 2017. O artista decidiu manter no município a exposição “Paixão – Caminhando no amor, na união e na justiça”, uma releitura da “Via Crucis”, trajeto percorrido por Jesus até o calvário.

Contratada pela prefeitura para ficar de 30 de junho a 04 de setembro de 2017, a exposição do escultor, foi permanecendo na cidade, mediante pagamento de uma cota de patrocínio, segundo consta, contratada pela Secretaria de Desenvolvimento e Turismo. Não foi informado quanto a prefeitura pagava pela permanência das esculturas na cidade.

“Paixão – Caminhando no amor, na união e na justiça” traz 15 estações das passagens que Jesus percorreu no Caminho do Calvário sendo amparado em suas dificuldades por outros líderes religiosos.

A exposição é composta por 46 esculturas feitas de aço inox de três metros de altura cada, que pesam cerca de 300 quilos. Antes de chegarem ao arquipélago, as peças foram apresentadas no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, como prova viva do reconhecimento internacional que Pinna possui ao tornar um assunto geralmente polêmico, como as discussões sobre religião, num palco democrático que convida à reflexão sobre o amor, união e justiça.

Já a cota de patrocínio para renovação parcial da exposição de arte “Paixão”, pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, foi vetada pelos membros do Comtur. As obras, que se tornaram parte do roteiro turístico em Ilhabela, foram renovadas por um ano pela Secretaria de Cultura e ficaria por dois anos caso fosse aprovada pelos conselheiros.

“Eu sou favorável a renovação da exposição, mas o setor hoteleiro, o qual represento, se posicionou contra, por esse motivo o voto da cadeira é pela não renovação”, explicou o secretário executivo do Conselho, Sidney Covas.

Assuntos

Entre os assuntos debatidos, o conselho abordou a Missão Empresarial em Gramado, realizada em março. Os participantes relataram a experiência de conhecer o modelo de gestão do turismo da cidade, gerido principalmente pela iniciativa privada. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, Ricardo Fazzini, a intensão não é transformar Ilhabela numa Gramado, e sim implementar um modelo de gestão semelhante. “Para isso, precisamos primeiro fortalecer nossas entidades”, pontuou.

Outra pauta discutida foi a participação de Ilhabela na WTM (World Travel Market Latin America), que aconteceu no início deste mês, em São Paulo. A feira ocasionou em importantes resultados, mostrando um posicionamento diferenciado da cidade perante o mercado turístico. Durante o evento, a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta), anunciou que Ilhabela vai sediar a 16ª edição do Abeta Summit – Congresso Brasileiro de Ecoturismo e Turismo de Aventura. E os alunos do curso de Guia de Turismo da Etec Ilhabela agradeceram ao Comtur pela oportunidade de participar da WTM.

Na ocasião, os conselheiros votaram e aprovaram a alteração na lei do Comtur que modifica o artigo 3°, para a inserção de três cadeiras no Conselho para representantes do setor de transportes, da Sociedade Amigos de Bairro e da Secretaria de Educação. A alteração ainda será encaminhada para a Câmara Municipal para votação dos parlamentares.

O Comtur também avaliou a compra ou locação dos píeres do terminal de desembarque de passageiros de cruzeiros. O novo modelo que permite o desembarque simultâneo e independente dos navios foi aprovado pelas companhias. Agora os conselheiros devem decidir se a Prefeitura continua alugando a estrutura a cada temporada ou se adquire a estrutura.

Para o prefeito Márcio Tenório, é necessário fomentar a participação do Comtur nas decisões do turismo no município. “É importante que todos sejam ouvidos para fazermos uma cidade melhor, e através dos Conselhos isso é possível”, afirmou. A próxima reunião do Conselho Municipal do Turismo está prevista para o dia 7 de maio, no auditório do Paço Municipal.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: