Acidente Caraguatatuba São Sebastião

Defeito na pista teria sido a causa do acidente com o ônibus da Litorânea, alega o motorista

Um desnível na pista da Rio-Santos, no Km 163, teria sido a causa do tombamento do ônibus da Litorânea que resultou na morte de uma passageira e ferimentos em outros 30 passageiros do veículo. O ônibus seguia de São Sebastião para São Paulo quando ocorreu o acidente, no trecho de serra de Maresias, na costa sul.

A única vítima fatal do acidente foi a empresária Neide Vieira da Silva, de 43 anos, de Campo Grande(MT). Três passageiros ainda permanecem em estado grave internados em hospitais de São Sebastião, São José dos Campos e São Paulo.

Neide Vieira da Silva, de 43 anos, de Campo Grande(MT), única vítima fatal do acidente

A informação de que um desnível na pista da rodovia teria motivado o acidente com o ônibus foi dada em depoimento do motorista do veículo, José Márcio de Oliveira, à polícia civil de Boiçucanga, que investiga as causas do acidente.

Segundo Oliveira, ele descia a serra em velocidade reduzida, a cerca de 30 Kms por hora, mas o desnível ou uma rachadura na pista, descontrolou o ônibus, que em seguida atingiu uma valeta de escoamento de águas pluviais e tombou.

Oliveira, no depoimento prestado à polícia, negou a possibilidade de ter ocorrido falha humana ou mecânica no acidente. O ônibus, modelo 2018, estaria em boas condições.

A assessoria de imprensa da Litorânea ainda informou, oficialmente, detalhes do veículo, do acidente e os nomes das vítimas ainda internadas.

A empresa emitiu nota lamentando o acidente e informando que tem dado todo o apoio necessário às vítimas e seus familiares.

1 Comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.