Educação Ubatuba

Professor acusado de suposto assédio sexual é afastado de suas funções no Estado

A Secretaria Estadual de Educação informou que o professor acusado de assédio sexual, por alunas da escola estadual Dr. Esteves da Silva, de Ubatuba, não pertence mais aos quadros do estado.

O professor de Educação Física, de 34 anos, é de Caraguatatuba e tinha assumido aulas como substituto na escola de Ubatuba.

Segundo nota encaminhada ao Tamoios News pelo Estado, 0 contrato com o docente foi extinto e ele não dará mais aulas na rede estadual.

A nota esclarece ainda que a Diretoria Regional de Ensino de Caraguatatuba informou que a direção da Escola Estadual Doutor Esteves da Silva, assim que tomou conhecimento da denúncia, afastou o professor da sala de aula.

Segundo a Secretaria Estadual de Educação um boletim de ocorrência foi registrado e a direção da escola permanece à disposição da investigação e dos responsáveis pelos estudantes.

Entenda

A Delegacia da Defesa da Mulher, em Ubatuba, investiga um suposto assédio praticado contra alunas, cometido por um professor da Escola Estadual Esteves da Silva, uma das mais tradicionais da cidade.

O professor é acusado de ter trancado algumas alunas no interior de uma sala de aula e exibido filmes obscenos.  A denúncia teria sido feita pelas alunas à direção da escola.

O caso, que teria ocorrido na última terça(27), está sendo apurado pela delegada Ana Carolina Pereira, da DDM da cidade. A direção da escola não se manifesta sobre a denúncia por determinação da Delegacia Regional de Ensino.

A DRE do Litoral Norte informou, que o professor teria sido afastado das funções, até que o caso seja devidamente esclarecido.

As alunas, que denunciaram o professor, serão ouvidas pela polícia, acompanhadas de um psicólogo, mas em local ainda não definido. O nome do professor não foi divulgado pela direção da escola.

Como a direção da escola não divulgou o nome do professor, que supostamente teria cometido o assédio,Professor acusado de assédio não pudemos entrar em contato com ele ou como advogado indicado para fazer a sua defesa.

 

%d blogueiros gostam disto: