Cidades Ubatuba

Será sepultado em Guarulhos piloto de paraglider que morreu após acidente em Ubatuba

Encolsta da Praia do Léo, local onde ocorreu o acidente com piloto de paraglider no sábado(7)

Será sepultado nesta segunda-feira(9), em Guarulhos(SP), o piloto de paraglider, de 32 anos, que morreu após um acidente na tarde de sábado(7), em Ubatuba.

Segundo laudo do IML(Instituo Médico Legal) de Caraguatatuba, onde foi feita a necropsia, o piloto morreu devido as fraturas no torax e abdomen.

As causas do acidente serão apuradas pela delegacia de polícia de Ubatuba onde foi registrado boletim de ocorrência em razão da morte do piloto.

Acidente

Segundo os bombeiros, o piloto sofreu uma queda quando sobrevoava, por volta das 14h20 a praia do Léo, nas proximidades do Km 25 da rodovia Rio-Santos, na região norte da cidade.

Alum morador do local teria visto o acidente e acionado os bombeiros e a unidade de resgate do Samu. O piloto foi encontrado caído nas encostas do morro entre as praias do Léo e Poruba.

Não se sabe o que teria provocado o acidente. O que chamou a atenção, segundo os bombeiros é que o equipamento, o paraglider, teria sido localizado distante do piloto.

A suspeita é que ao perceber que poderia cair sobre as rochas da costeira, o piloto se soltou do equipamento, caindo no morro.

O Samu fez o atendimento e removeu o piloto até a Santa Casa da cidade, mas ele não teria resistido aos ferimentos e veio a falecer.

O corpo do piloto foi liberado após às 2 horas da madrugada de sábado e removido até o IML de Caraguatatuba. O IML de Ubatuba foi fechado pelo estado na semana passada.

O IML de Caraguatatuba fez a autópsia e liberou o corpo do piloto às 11 horas do domingo(8). Uma funerária de Guarulhos, contratada pela família, fez o translado do corpo para um cemitério de Guarulhos.

A última morte de um piloto de paraglider registrada na região, ocorreu em janeiro de 2017, em Caraguatatuba.

A vítima foi o piloto, Eduardo Augusto Suzano Soeiro, de 57 anos, comerciante, que morreu após cair com seu paraglider na praia do Centro.

O piloto foi socorrido e encaminhado para a Casa de Saúde Stella Maris,  mas acabou morrendo devido à hemorragia interna traumática e politraumatismo.