Cidades Ubatuba

Ubatuba está entre as cidades mais expostas a crimes violentos no Estado de SP

O Instituto Sou da Paz lançou mais uma edição do Índice de Exposição a Crimes Violentos (IECV), que mede a exposição à violência nas cidades do estado de São Paulo com mais de 50 mil habitantes. Devido à pandemia da Covid-19, pela primeira vez o índice foi calculado a partir de uma análise do primeiro semestre do ano. Entre as cidades do litoral norte, só Ilhabela não possui mais de 50 mil habitantes e, por isso, ficou de fora do ranking. Ubatuba foi a 3ª pior classificada do Estado. Já Caraguatatuba apareceu em 15º e São Sebastião ficou em 59º.

Lançado pela primeira vez em 2018, o IECV foi criado para facilitar uma avaliação que agregue várias dimensões da violência e da segurança pública no estado de São Paulo, analisando diferentes tendências criminais e permitindo uma comparação das estatísticas entre cidades e distritos policiais ao longo do tempo, permitindo a comparação do nível de exposição da população a esses crimes.

O IECV é calculado a partir da média ponderada de três subíndices: crimes letais (homicídio e latrocínio), crimes contra a dignidade sexual (estupro) e crimes contra o patrimônio (roubo – outros, roubo de veículo e roubo de carga). São analisados, segundo esses critérios, os 139 municípios do estado com ao menos 50 mil habitantes. As colocações e os índices das cidades do litoral norte analisadas ficaram assim:

Ubatuba (3ª cidade mais exposta a crimes violentos)
IECV Geral: 7,51
IECV Vida: 7,01
IECV Dignidade Sexual: 11,44
IECV Patrimônio: 4,23

Caraguatatuba (15ª cidade mais exposta a crimes violentos)
IECV Geral: 5,65
IECV Vida: 5,71
IECV Dignidade Sexual: 8,55
IECV Patrimônio: 2,67

São Sebastião (59ª cidade mais exposta a crimes violentos)
IECV Geral: 3,64
IECV Vida: 1,30
IECV Dignidade Sexual: 9,34
IECV Patrimônio: 1,07

“Devido à quarentena, houve uma profunda mudança na circulação e comportamento das pessoas que afetou o fenômeno criminal, tornando necessário um olhar detalhado e uma maior atenção dos gestores públicos para o período”, comenta Carolina Ricardo, diretora-executiva do Instituto Sou da Paz.

Entre os índices que sofreram alteração no estado no semestre estão os crimes patrimoniais, com queda de 31% dos roubos de veículos, por exemplo, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Por outro lado, os homicídios subiram 4,5% no estado no primeiro semestre de 2020. Os estupros no estado apresentaram queda de 14% durante o semestre. “Mas os números podem ser maiores, já que este é um crime sujeito à subnotificação”, alerta Carolina.

“O IECV é valioso por trazer um número que resume esse conjunto de crimes e por permitir a análise de como estes indicadores criminais variam em cada um dos municípios para os quais o IECV foi calculado. A partir dessa análise, cabe ao governo do estado de São Paulo e às autoridades dos municípios implementar medidas de segurança pública e de prevenção ao crime eficazes para diminuir a exposição à violência nas cidades paulistas”, conclui.

O que diz a prefeitura de Ubatuba

O portal Tamoios News entrou em contato com a prefeitura de Ubatuba, cidade do litoral norte com a pior avaliação no ranking, para saber que medidas estão sendo tomadas para melhorar a segurança pública no município.

Segundo a Secretaria de Comunicação, recentemente, a Polícia Militar intensificou o patrulhamento pela cidade e a Polícia Civil está empenhada em resolver os casos mais graves. A Prefeitura afirma que está auxiliando com a Guarda Municipal, disponibilizando 11 servidores municipais direcionados para realizar o serviço cartorário, desta maneira, liberando os investigadores para as investigações.

A Prefeitura também afirma que foi feito um convênio para manutenção das viaturas da PM em 100 mil ao ano para não ficar com viatura parada e, ainda, que houve a assinatura da atividade delegada para disponibilizar mais PM na rua. Ainda em parceria com a PM, a Guarda Municipal participa do projeto Vizinhança Solidária.

“Mesmo com a segurança pública como dever do Estado, Ubatuba não fugiu do seu papel e vem investindo, desde 2017, mais de R$15 milhões de reais – em serviços como Operação Verão, Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBmar), Detran, aquisição de veículos para o Corpo de Bombeiros e um alto investimento em uniformes, armas, bastões, coldres, coletes e móveis para o prédio da GCM, para oferecer ao guarda a tranquilidade para ele exercer sua função. O esforço é contínuo e existe na cidade um trabalho integrado das forças policiais que aqui atuam e, juntamente com a atuação do Conselho Comunitário de Segurança (CONSEG) – o mais forte e participativo da região – vem criando uma rede cada vez mais sólida na busca e combate de delitos”, diz a nota enviada ao Tamoios News.

Confira o ranking de cidades do pior ao melhor índice no primeiro semestre de 2020:
http://soudapaz.org/o-que-fazemos/conhecer/analises-e-estudos/analises-e-estatisticas/boletim-sou-da-paz-analisa/?show=documentos#3890