Esportes Litoral Norte

Instituto Medina faturou sete pódios no Brasileiro Feminino de Surf em Ubatuba

O Instituto Gabriel Medina (IGM) garantiu nada menos que sete pódios no Wiggolly Dantas apresenta Wizard Brasileiro de Surf Feminino, campeonato exclusivo para as meninas, disputado na Praia de Itamambuca, em Ubatuba. Foram cinco finais disputadas, com destaque para Júlia Duarte, que chegou em três decisões, com o vice-campeonato brasileiro pro júnior, o quarto lugar entre as profissionais – ambas acima da sua categoria – e o terceiro na sub16.

Sophia Medina, que este ano já havia garantido os títulos do Hang Loose Surf Attack e do Rip Curl Grom Search, foi a segunda colocada na sub14 e na sub16 e chegou até a semifinal da pro júnior, enquanto que Sophia Gonçalves ficou em segundo na sub12 e foi a terceira na sub14. Rafaella Teixeira também foi até a semifinal da pro júnior.

Sophia Medina, em Itamambuca

“Apesar de não conquistarmos vitórias, os resultados foram muito positivos. Principalmente pelo nível de performance que as atletas apresentaram, tanto as nossas quanto as adversárias”, avaliou o coordenador técnico do IGM, Alex Leco. “No decorrer da competição, nossas atletas conseguiram surfar de igual para igual. Existiam possibilidades reais de títulos. Infelizmente não vieram, mas que não diminuem as grandes performances apresentadas pelo time”, destacou.

Leco lembrou que Júlia fez a segunda melhor onda da competição, 9,67 pontos, e ainda outras excelentes, e que Sophia Medina, mesmo com apenas 13 anos surfou em condição de igualdade até mesmo no pro júnior e também fez notas no critério máximo. “A Sophia Gonçalves também apresentou muita evolução com duas finais. Foi muito significativo esse evento para avaliarmos”, complementou Leco.

 

Júlia Duarte também ficou feliz com as boas performances. “É uma grande motivação para 2019, porque vou ser pro júnior e então já chego mais preparada”, disse a atleta, que ainda este ano tem pela frente a final do CBSurf Júnior Tour, com chances de dois títulos – é a líder da sub18 e a terceira colocada na sub16.

IGM – Criado do sonho de Gabriel Medina, o IGM iniciou as suas atividades em fevereiro do ano passado com toda a estrutura para jovens dos 9 aos 17 anos treinarem e se prepararem para o futuro como surfistas, usando o modelo do ídolo. Com recursos da Lei de Incentivo ao Esporte, do Ministério do Esporte, o projeto oferece gratuitamente o treinamento técnico e físico, retaguarda médica, fisioterápica, psicológica e odontológica, além de vários benefícios como aulas de idiomas, natação, apneia, equipamentos para a prática do surf, como pranchas e roupas de borracha, custeio de viagens para competição e alimentação.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.