Gente Litoral Norte

André Manz: Um caiçara que produz vinhos premiados em Portugal

O caraguatatubense  André Manz, radicado há mais de 25 anos, em Portugal, é um dos melhores produtores de vinho do país. Manz  foi tentar a sorte no futebol profissional em Portugal, sofreu uma lesão e decidiu investiu no segmento fitness. Foi morar numa região tranquila e lá descobriu que o lugar no passado produzia bons vinhos. Comprou uma vinícola para produzir vinhos artesanais para os amigos. Recuperou uma uva desacreditada e com ela passou a produzir vinhos premiados

Por Salim Burihan

Manz é dono da vinícola Manzwine, que fica na região de Cheleiros, a poucos menos de 40 minutos de Lisboa.

Ele produz alguns dos melhores e mais premiados vinhos de Portugal e é o único produtor de vinho a utilizar a uva Jampal, que já encontrava se quase extinta, mas foi recuperada por Manz.

Os vinhos Manz podem ser encontrados no Brasil e aqui no Litoral Norte.

André Manz nasceu em Caraguá. Na adolescência estudou por aqui. Foi um excelente goleiro. Jogou no E.C.Indaiá e no XV de Novembro, time mais tradicional da região.

Em 1986 era goleiro do XV de Novembro de Caraguá

Fez Educação Física em Taubaté. Lá, jogou profissionalmente pelo E.C. Taubaté. Há cerca de 25 anos decidiu tentar a carreira profissional em Portugal.

Lá, atuou no Ilha da Madeira. Uma lesão grave, obrigou Manz deixar o futebol. Permaneceu por lá. Iniciou carreira na área Fitness. Criou a empresa André Manz Produções Culturais e Artísticas.

Tornou-se um empresário bem sucedido no ramo, dono de uma empresa de eventos, uma escola de formação, uma editora e uma empresa de consultoria para academias, entre outras.Em 2004, decidiu mudar sua empresa de Lisboa para Cheleiros, que fica muito próxima de Lisboa. A ideia era fugir do grande centro e buscar uma vida mais tranquila.

A partir daí, acabou-se se transformando em produtor de vinho. Manz descobriu que a região onde morava, Cheleiros, no passado, foi uma das maiores e melhores produtoras de vinho de Portugal.

Ele percebeu a grande tradição de produzir vinho naquela aldeia e decidiu comprar um pequeno vinhedo abandonado. O objetivo era produzir vinho artesanalmente para servir aos amigos.

Ao mudar para Cheleiros, Manz descobriu que no passado a região produzia bons vinhos

Convidou dois enólogos para verificar e identificar o tipo de uva que tinha no vinhedo que havia comprado. Os especialistas pesquisaram e descobriram que o vinhedo produzia uma uva portuguesa abandonada e quase extinta com o nome de “Jampal”.

Os enólogos informaram a Manz que nenhuma vinícola produzia esse tipo de uva porque era pouco produtiva e não era rentável. Ele respondeu que não se interessava se a uva era rentável ou não, por que não queria produzir muito vinho e sim, apenas um bom vinho. Manz decidiu fazer vinho com essa uva.

O resultado foi surpreendente. Em 2011, decidiu colocar seu vinho no mercado português. Hoje é dono de uma vinícola premiada. Dois de seus vinhos estão entre os  50 melhores vinhos de Portugal. Manz é o único produtor de único no mundo a utilizar a quase extinta uva Jampal.

Manz gostou da experiência e decidiu ampliar seu negócio. Em Cheleiros (Lisboa) produz os vinhos DONA FÁTIMA, POMAR DO ESPÍRITO SANTO, PLATÓNICO, MANZ ROSÉ (este último feito exclusivamente para o Brasil); na Região do Douro produz o vinho MANZ DOURO (Medalha de Ouro MUNDUS VINI 2013) e na Península de Setúbal, produz o vinho CONTADOR DE ESTÓRIAS (Eleito um dos 50 Melhores Vinhos de Portugal).

Manz produz vinhos de qualidade e premiados como o Pomar do Espírito Santo

Recentemente, Manz decidiu introduzir seu vinho no mercado brasileiro e fundou a Lusitanus Brands Comercial Importadora Ltda no Brasil, que agora importa esses vinhos portugueses.

Manz tem investimentos em três áreas em Portugal: formação de profissionais na área fitness, hoje, atua em mais de 350 clubes e conta com mais de 84.000 sócios, que semanalmente desfrutam dos programas Manz/Les Mills; na Concepção e Desenvolvimento de Eventos: e, na produção de vinhos Premium.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: