Caraguatatuba Geral

Lagoa Azul, em Caraguá, terá sensor para monitorar nível da água e prevenir enchentes em bairros

A Secretaria de Meio Ambiente de Caraguatatuba pretende instalar um sensor para alertar possíveis risco de enchente na Lagoa Azul, no bairro do Capricórnio, região norte da cidade.

O sensor será colocado na lagoa para monitorar o seu nível de água e agilizar os serviços, por parte da Secretaria de Serviços Públicos, para “abrir” a barra para liberar o escoamento de suas águas, impedindo assim, alagamentos no bairro do Capricórnio e Delfim Verde.

Quando a maré está alta nos dias de chuvas, a lagoa não comporta a vazão e a água acaba inundando os bairros, entre eles, o Jardim Santa Rosa, mais conhecido como Morro do Chocolate.

Um dos trechos mais afetados pelas enchentes no bairro é o Km 91 da Rio-Santos. Quando chove forte e a maré está alta, ocorre alagamento, que interdita a pista impedindo o tráfego de veículos na rodovia até que o nível da água baixe.

Quando chove forte e maré está alta este trecho da Rio-Santos sofre alagamentos. Fotos: Cláudio Gomes/ PMC

A prefeitura tem feito investimentos e obras para amenizar as enchentes nos bairros do Getuba e Capricórnio. O projeto de controle e execução de monitoramento da barra da Lagoa Azul, foi aprovado oficialmente, nesta sexta(26), durante a reunião do Comitê de Bacias Hidrográfica do Litoral Norte.

O projeto de controle e execução de monitoramento da barra da Lagoa Azul, aprovado durante a reunião, consiste em uma medida para evitar ocasionais alagamentos no bairro em decorrência de chuvas e marés altas. A verba cedida pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro) para a ativação do projeto foi de R$ 460.742,05, junto com a verba atribuída pela Prefeitura no valor de R$ 24.404,92, somou um total de R$ 485.146,97.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Marcel Giorgeti, será colocado na barra da Lagoa Azul um sensor para alertar possíveis riscos de enchente. O nível da água que acionará o alarme será decidido por especialistas que estudarão a profundidade da lagoa e, após o acionamento do alarme, a Secretaria de Serviços Públicos estará autorizada a realizar a abertura da barra, possibilitando o escoamento das águas, evitando alagamentos na região do Morro do Chocolate e Jardim Santa Rosa.

Veja como fica a Rio-Santos, nas proximidades do Km 91, no Capricórnio, quando chove forte.

“Nós corremos atrás e fazemos todo o possível para que estas obras tenham prioridade altíssima em nosso governo; trata-se de um mecanismo que auxiliará muito no monitoramento da lagoa Azul. Poderemos intervir sempre que necessário, impedindo enchentes e alagamentos na região. Isso significa muito mais segurança para a população”, completou.

O CBH-LN é presidido pelo prefeito de Ubatuba, Délcio Sato, e é formado pelas Câmaras Técnicas de Educação Ambiental (CTEA), Saneamento (CTSAN), e Planejamento e Assuntos Institucionais (CTPAI), além dos Grupos de Trabalho de Agroecologia e Sistema Agroflorestais, Cobrança pelo Uso da Água, Comunidades Isoladas e de Segurança da Água.