Educação Geral

Professores e alunos da rede estadual vão avaliar a vulnerabilidade nas escolas da região

Colégio Thomaz Ribeiro de Lima, em Caraguá

Avaliação será feita entre os dias 5 e 14 de novembro em todas as unidades estaduais do Litoral Norte. Objetivo é melhorar o ambiente escolar e a aprendizagem dos alunos

Com a proposta de que toda escola seja um ambiente de aprendizagem solidário e acolhedor, a Secretaria Estadual da Educação lança o Programa de Melhoria da Convivência e Proteção Escolar – Conviva SP.

Desenvolvido com apoio técnico do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral (Gepem), o programa é uma ampliação do Sistema de Proteção Escolar (SPEC) em vigor desde 2009.

Entre outras ações, o programa visa identificar a vulnerabilidade de cada unidade escolar para a implementação do Método de Melhoria de Convivência Escolar (MMCE). Ao garantir um ambiente harmônico no ambiente escolar, a Seduc espera elevar os índices de aprendizagem dos alunos.

Para identificar a vulnerabilidade de cada escola, a Seduc vai disponibilizar, entre os dias 5 e 14 de novembro, um questionário online sobre o clima escolar que deverá ser respondido por todos os alunos, professores e diretores da rede estadual.

As perguntas são adequadas a cada público, mas os questionários são baseados em três pilares: relações sociais e conflitos na escola; regras, sanções e segurança; e situações de intimidação entre os alunos.

O diagnóstico de cada escola será estruturado pela Seduc a partir dos resultados dos questionários e devolvidos às unidades ainda no mês de dezembro. Os dados vão gerar insumos para que as escolas desenvolvam e discutam a implementação do MMCE durante o planejamento escolar do ano letivo de 2020.

Histórico de ocorrências do aluno

O Conviva SP também prevê a criação de uma plataforma para integrar o histórico de ocorrências de cada estudante da rede estadual. As escolas devem registrar todas as ocorrências via sistema. Com isso, a Seduc espera que aumente o número de notificações no ambiente escolar, já que haverá um controle maior.

Ações coordenadas com o Escola mais Segura

As ações do projeto Escola mais Segura estão sendo realizadas de maneira integrada com o Conviva SP.

Uma delas é o Gabinete Integrado do Sistema de Proteção de Proteção Escolar (GISPEC), que mantêm dois policiais militares alocados na sede da Secretaria da Educação, na Praça da República, em São Paulo, que contribuem para o planejamento das estratégias de segurança em toda a rede.

Dentre as diretrizes do programa são pontuadas a participação ativa da família; política estruturada de atendimento aos alunos; estratégias de apoio e acompanhamento às equipes docentes e dirigentes no processo de ensino-aprendizagem; além do fortalecimento da rede de proteção social no entorno da comunidade escolar, com aproximação entre os serviços de assistência e saúde mental.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: