Cidades Ubatuba

Covid-19: Bloqueios sanitários prosseguem até segunda(25)

Devido ao feriado de segunda-feira(25), as prefeituras de São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba decidiram manter as barreiras sanitárias nos acessos as cidades. A medida visa controlar a entrada de turistas e veranistas devido a pandemia de coronavírus.

Atualmente, a região registra 546 casos de coronavírus e oito morte pela doença. São Sebastião é a cidade com maior numero de casos, 328; Caraguatatuba, tem 127; Ubatuba, 51; e, Ilhabela, 40 casos confirmados.

O megaferiado trouxe para o litoral norte milhares de turistas. Pela rodovia dos Tamoios, entre quinta e sexta, cerca de 7.500 veículos trafegaram em direção até Caraguatatuba, segunda rodovia. Não se tem informações de quantos veículos desceram a serra da rodovia  Oswaldo Cruz, em direção  até Ubatuba, no mesmo período.

Nas blitzes, agentes de saúde verificam possíveis sintomas da doença nos integrantes dos carros e realizam a aferição da temperatura corporal. Algumas cidades fazem uma  pesquisa para saber a razão da entrada na cidade, como ocorre em Caraguatatuba, por exemplo.

São Sebastião

São Sebastião tem bloqueios nas divisas com Bertioga e Caraguatatuba

A Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Segurança Urbana (SEGUR), informa que os bloqueios sanitários educativos nas divisas com Caraguatatuba e Bertioga irão continuar até segunda-feira (25), das 9h às 17h.

Esse trabalho está sendo realizado por conta dos feriados antecipados na capital paulista (“megaferiado”) e tem o intuito de conscientizar as pessoas de carros com placas de outras cidades sobre a importância do isolamento social e informar as medidas de prevenção contra a Covid-19.

Para reforçar a ação, agentes de saúde fazem um breve questionário clínico, verificam possíveis sintomas da doença nos integrantes dos carros e realizam a aferição da temperatura corporal. Caso haja uma pessoa em estado febril, é direcionada para a unidade de saúde mais próxima.

Para finalizar, uma equipe de pulverização manual realiza a desinfecção dos pneus com hipoclorito (desinfetante que combate o coronavírus).

Entre os dias 20 e 22 de maio, mais de 4.000 carros foram abordados durante o bloqueio e passaram pelos procedimentos de combate à Covid-19.

Cerca de cem funcionários estão envolvidos nessa ação, com a participação das Secretarias de Saúde (SESAU), Segurança Urbana (SEGUR), Secretaria de Serviços Públicos (SESEP), Departamento de Vigilância em Saúde, Fundação de Saúde Pública (FSPSS), Guarda Civil Municipal (GCM), Departamento de Trânsito (DETRAF) e Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC).

Caraguatatuba

Agentes fazem o controle de carros na Tamoios

Dados da Prefeitura de Caraguatatuba apontam que mais de 1 mil veículos foram abordados de quarta a sexta-feira (20 a 22) na barreira sanitária montada em frente à base da Polícia Rodoviária Estadual, no final da descida da Serra da Rodovia dos Tamoios.

Números da Concessionária Tamoios, que administra a rodovia, mostram que o volume de carros que passaram pela via foram semelhantes à semana anterior que antecedeu o feriadão.

O dia de maior fluxo foi registrado na quarta-feira quando o bloqueio foi montado na Rodovia Rio-Santos logo após o entroncamento com a Tamoios.

Segundo a Secretaria de Saúde do município foram cerca de 500 veículos abordados. Na quinta-feira foram registrados em torno de 300 carros com placas de fora e nesta sexta-feira a conta foi de cerca de 200.

Após a decretação da antecipação do feriado de 9 de julho na segunda-feira (25), pelo governo do Estado, a barreira funcionará até por volta das 15h deste sábado, onde deve ser abordados veículos que possam vir de outras cidades fora  do eixo Capital e Região Metropolitana de São Paulo.

Na barreira sanitária, as equipes da Saúde Pública verificam a temperatura dos passageiros dos veículos, sendo que em caso superior a 38 graus são orientados a procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), referência no novo coronavírus (Covid.19).

Os fiscais de saúde pública de Caraguatatuba e da vigilância sanitária estadual fazem uma pesquisa para saber o local de procedência e destino dos turistas, bem como os motivos que os trazem à cidade.

No começo da semana, tão logo soube do super feriado, o prefeito Aguilar Junior foi ao governo do Estado pedir ajuda para evitar uma fuga em massa que pudesse prejudicar todo o trabalho feito no município para conter o avanço da Covid-19. A implantação da barreira foi uma dessas medidas.

Ubatuba

A Prefeitura de Ubatuba está com um efetivo de 200 pessoas trabalhando nas ruas em apoio as ações planejadas após o anúncio do feriado prolongado na capital e cidades da Região Metropolitana de São Paulo, que tem possibilidade de se estender até a próxima segunda-feira, 25 de maio.

Várias mobilizações estão acontecendo em diversos pontos do município visando garantir que não haja circulação nem aglomeração de pessoas. No total, são dois pontos com barreiras sanitárias, sete praias com fiscalização contando com apoio da comunidade local e 21 praias com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) e outras secretarias, como Esportes e Lazer.

“ O serviço de abordagem serve para explicar e conscientizar o turista, caso tenha algum desavisado sem informações sobre o Decreto municipal vigente, que determina a indisponibilidade de acesso às praias. Diante de algum tipo de enfrentamento ou resistência, a Guarda Civil Municipal será acionada”, explicou o assessor de Relações Federativas, Jailton Santos.

A operação deve permanecer até segunda-feira, caso o feriado seja confirmado pelo governo do Estado. Além disso, a Defesa Civil de Ubatuba está promovendo a instalação de 20 faixas educativas e de conscientização sobre o coronavírus, doadas pelo empresariado local.