Caraguatatuba Cidades Notícias

Fiscalização dispersa luau e festa clandestina na Praia do Capricórnio no fim de semana

Cadeiras amontoadas em um canto da praia após fim de festa. (Foto: Cláudio Gomes/PMC)

O fim de semana prolongado, em Caraguatatuba, foi marcado pela dispersão de duas ‘festas’ que ocorriam na Praia do Capricórnio, próximo à Lagoa Azul, na região norte. Os fiscais das Secretarias de Urbanismo (Postura), Fazenda (Comércio) e Saúde (Vigilância Sanitária) receberam denúncia de um luau agendado para a noite de sábado (2) e conseguiram chegar a tempo para evitar o início do evento.

Já na madrugada de domingo uma festa clandestina no mesmo local, com som alto em alguns carros, foi novamente encerrada pelos fiscais e policiais militares.  O grupo, que contava com cerca de 50 pessoas, teve dois veículos apreendidos pela PM.

Ainda durante o fim de semana os fiscais atenderam 63 protocolos abertos pelo Canal 156 em toda a cidade e praias, com abordagem a cerca de 330 pessoas. Uma adega localizada no bairro Perequê-Mirim, na região norte, foi autuada em duas mil VRMs, o que equivale a R$ 7.480, por funcionar fora do horário determinado no decreto.

Já um hotel na Praia Massaguaçu, região norte, também recebeu autuação semelhante por permitir o uso de sua área comum por hóspedes, o que também está proibido na Fase Emergencial.

No geral, foram cerca de 150 estabelecimentos comerciais fiscalizados, além de vistoria no mar para verificar se as embarcações estavam nas garagens náuticas e marinas. A equipe da Fiscalização de Posturas ainda atendeu 56 denúncias de perturbação e aglomeração, e autuou proprietários de duas casas de temporada alugadas, no valor de R$ 7.480 cada.

O Procon esteve em nove supermercados orientando sobre o decreto municipal que permite a entrada de apenas uma pessoa por família com objetivo de evitar aglomerações.

Por parte da Secretaria de Mobilidade e Proteção ao Cidadão, os agentes de trânsito registraram nove autuações por estacionamento em local proibido como orla da praia e três por transitar em local fechado, como a Avenida da Praia.

*Fonte: Prefeitura de Caraguatatuba