Cidades Notícias São Sebastião

Passageiros reclamam de aglomerações em ônibus da Ecobus em São Sebastião

Em São Sebastião, quem precisa utilizar o serviço de transporte público é exposto a aglomerações dentro dos ônibus em horários de pico. Na manhã desta segunda-feira (05), usuários registraram imagens de um veículo cheio, com passageiros de pé, sendo impossível manter o distanciamento necessário para prevenir o contágio pela Covid-19.

A jovem Gabriela Leite Braz, 23 anos, moradora de Barra do Una, utiliza a linha “Cidade x Boracéia” para ir ao trabalho. “A frota total de ônibus da Ecobus já não funciona. Rodando só 30% por causa da pandemia ficou muito pior. Idosos, gestantes, crianças, são transportados em veículos muito lotados. Se estamos na fase vermelha, que não deve haver aglomerações, eu não entendo porque as linhas são reduzidas, sendo que deveriam ser aumentadas, deveria ter mais ônibus, para não haver superlotação e as pessoas poderem fazer a viagem sentadas”, opina.

Segundo ela, há outros problemas, como falta de troco para os passageiros na hora de pagar a passagem, motoristas que andam em altas velocidades dirigindo de maneira perigosa e ônibus que quebram com frequência.

“Igual sardinha”

Também moradora de Barra do Una, Meire Lúcia de Souza Moraes, 43 anos, utiliza o transporte coletivo toda semana, de segunda a quarta-feira pela manhã, para ir tirar sangue, já que está fazendo quimioterapia por causa de um câncer no intestino. 

Ela reclama principalmente dos atrasos nos horários divulgados pela Ecobus e da lotação dos ônibus em plena pandemia. “O ônibus está sempre lotado, não tem lugar pra nada, o motorista pára no ponto mesmo quando não cabe mais gente, pessoas idosas andam em pé, porque não tem cadeira”, relata. “Tão usando as máscaras, mas está todo mundo apertado igual sardinha, vai evitar o quê? Não tem como evitar nada”, diz a passageira. Na opinião dela, a empresa deveria colocar mais ônibus, veículos mais novos e cumprir os horários.

Como se prevenir 

De acordo com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vinculada ao Ministério da Saúde, uma das maiores prevenções contra a Covid-19 é manter distância entre as pessoas. “O ideal é que os passageiros não fiquem muito próximos, evitando especialmente os que apresentem sintomas de gripe como espirro ou tosse. Além disso, o Ministério da Saúde e a Fiocruz reiteram a recomendação do uso de máscaras (compradas ou caseiras) em larga escala como medida de proteção coletiva, uma vez que muitas pessoas estão infectadas e ainda não apresentaram sintomas da doença. Durante o transporte e até que as mãos sejam higienizadas, é importante não tocar o rosto, boca, nem nariz e evitar tocar os cabelos. Se tiver álcool em gel, passe nas mãos ao longo da viagem (se for longa) e assim que sair do veículo. Ao chegar ao local de destino, lave as mãos e o antebraço com água e sabão”, recomenda a instituição de ciência e tecnologia em saúde.

Prefeitura e Ecobus

A prefeitura de Sebastião e a Ecobus foram questionadas, mas não retornaram até o fechamento desta matéria.